“Renuncio a minha homossexualidade todos os dias”, diz Elias dos Santos

102

 

A homossexualidade é um tema que tem sido debatido de forma mais aberta nos últimos tempos no seio de algumas igrejas. E a razão disso, em parte, se deve ao forte apelo da cultura pelo relativismo moral radical que já influencia destrutivamente muitas denominações, ditas “inclusivas”.

Felizmente existe o outro lado dessa história, que é a conscientização cada vez maior para a necessidade de tratar a homossexualidade como a Bíblia realmente lhe trata, apesar do apelo massivo da grande mídia em querer dizer o contrário: um pecado condenado por Deus.

Neste sentido, a exposição em rede nacional do testemunho do cantor gospel Elias dos Santos, que luta contra a homossexualidade, foi mais uma forma da igreja cristã reafirmar o seu compromisso com a Palavra de Deus e não com a cultura vigente da época.

Um testemunho sobre homossexualidade e drogas

Elias foi homenageado no Programa Raul Gil do último sábado (08). Na ocasião, ele contou como abandonou uma trajetória de sucesso, apos participar do show de calouros no programa do apresentador, entre 2006 e 2009, para ingressar no caminho da autodestruição.

“De 2009 a 2016 foi só tristeza, decepção e derrota”, disse ele. “Já roubei, me prostitui, roubava pessoas que confiavam em mim e me relacionava com pessoas com interesse”.

Em 2011 Alias dos Santos assumiu a sua homossexualidade. Ele saiu da casa dos seus pais e foi morar em uma república em São Paulo. Desde então o cantor começou à frequentar boates, a se drogar e assumir um estilo de vida sexual leviano, se tornando também dependente do álcool.

“Eu usei cocaína, usei maconha, bebia muito a ponto de não conseguir trabalhar. Minha família ficou em casa, orando, chorando, intercedendo e nunca me esqueceram”, lembrou Elias, dizendo que na época havia decido que “não queria mais cantar para Jesus”.

Elias dos Santos falou também da homossexualidade. O cantor ainda acredita que ela “é parte” dele, muito embora não tenha sido esse o propósito de Deus ao lhe criar, à luz da Bíblia, e não exista base genética para que tenha nascido assim, o que significa que sua orientação sexual, na verdade, só pode ter sido desenvolvida no decorrer da vida.

Com isso, Elias afirma que luta para renunciar sua homossexualidade em prol do seu relacionamento com Cristo. “Eu renuncio a minha homossexualidade todos os dias para poder ir morar no céu”, disse ele.

“A minha homossexualidade é parte do que eu sou, mas Jesus disse que ‘quem quiser vir após mim, negue-se a si mesmo todos os dias, tome a sua cruz e siga-me’. Eu renuncio a mim”, completou. Assista no vídeo abaixo:

Assine o Canal

Fonte: Gospel Mais