A vida espiritual – Pregações e Estudos Bíblicos

72

-Tema: Espírito Santo 

Romanos 8.1,2

“Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte.”
Introdução: O capítulo oito da carta aos Romanos pode ser considerada um ‘tratado de espiritualidade cristã’. O apóstolo Paulo se preocupava muito com a vida mundana da cultura romana e por isso despertou a igreja em Roma para uma vida espiritual que suprimisse os costumes mundanos.
A expressão “lei do Espírito” é usada muitas vezes para ser contraste com a lei judaica e também para deixar claro para os cristãos que existem leis espirituais que regem nossas vidas. Precisamos despertar para viver espiritualmente na presença do Senhor e resistir às vontades da carne.

Como viver espiritualmente?

Vamos aprender alguns princípios espirituais em Romanos 8:

1- Existe uma luta entre a carne e o Espírito:

A
primeira constatação de Paulo como pastor para a igreja em Roma é que
precisavam entender a luta entre a carne e o espírito. Esta luta é invisível,
mas quando a pessoa se desperta espiritualmente começa a fortalecer o espírito
para que este vença os desejos da carne. Porém, quando a pessoa vive apenas
carnalmente, o seu espírito fica amortecido.

2- Precisamos vencer a carne para viver em
Espírito:

A
carne gera desejos contraditórios ao espírito e o espírito não pode ser visto
ou sentido, mas quem se alimenta espiritualmente consegue nutrir sua vida e
entender o que é espiritual. O Espírito só pode ser percebido quando a carne é
amortecida deixando de satisfazer seus desejos.

3- O Espírito Santo quer habitar em nós e nos dar
uma nova vida:

Mesmo
sendo pecadores, o Espírito Santo de Deus deseja habitar em nosso espírito, que
é a sede da vida espiritual. A primeira coisa que o Espírito Santo faz é nos
convencer do pecado (João 16.8-11). Uma diferença entre o ser humano e
as outras criaturas é que o homem e a mulher foram criados à semelhança de Deus,
como seres espirituais (Gênesis 1.27) e por isso somos uma trindade
formada de “corpo,
alma e espírito”
(I Tessalonicenses 5.23).

4- Quem é filho de Deus tem o Espírito Santo:

Quando
cremos em Jesus, nos tornamos filhos de Deus (João 1.12) e ao confessar Jesus
como Senhor, o Espírito Santo passa a habitar em nós (I Coríntios 12.3). Quando vivemos
carnalmente estamos seguindo os instintos da carne e fazendo as coisas que o mundo
ensina, mas quando nos tornamos filhos de Deus, passamos a seguir o exemplo de
Jesus.

5- O Espírito Santo testifica em nós:

A
partir do momento em que o Espírito Santo reside em nossas vidas, passa então a
nos orientar o que fazer como Jesus prometeu de que “ensinará todas as coisas” (João 14.26).
Diante das decisões de nossas vidas passamos a perceber a orientação do
Espírito Santo apontando a direção correta (Isaías 30.21). Da mesma forma quando erramos o
Espírito Santo nos faz entristecer produzindo arrependimento.

6 – Devemos buscar o Espírito Santo:

O
desejo pela presença do Espírito Santo é indispensável para a vida espiritual.
O Espírito de Deus é manso e amoroso, não invade nossas vidas sem ser recebido,
por isso precisamos buscar a sua presença constantemente. O tempo todo o Espírito
Santo nos procura, mas somente quando nos dispomos é que somos alcançados por
ele. Quando recusamos sua presença, o Espírito Santo se entristece (Efésios 4.30).

7- O Espírito Santo intercede por nós:

A
obra do Espírito Santo é contínua em nossas vidas. Nossa espiritualidade é
marcada pela oração constante que só é possível pela intercessão do Espírito
Santo, pois humanamente, não somos capazes de orar e falar com Deus, mas pelo
espírito somos capacitados a uma vida de intimidade com o Criador como era
antes do pecado, no jardim (Gênesis 3.8).

Viva de forma espiritual!

O
Espírito Santo está em você!



Fonte: Esboçosermão