Conecte-se
Search

Apenas como meu pai

[ad_1]

As botas de caubói do meu pai, empoeiradas, de salto alto, repousam no chão do meu escritório e são lembretes diários do tipo de homem que ele era.

Entre outras coisas, ele criou e treinou cavalos de corte — atletas equinos que se movem com vivacidade. Eu gostava de vê-lo no trabalho, maravilhado com o fato de ele poder cavalgá-los.

Como um menino, crescendo, eu queria ser como ele. Estou com meus 80 anos, e suas botas ainda são muito grandes para mim.

Meu pai está no Céu agora, mas tenho outro Pai para imitar. Quero ser como Ele, cheio da Sua bondade, perfumado com Seu amor. Não estou lá com Ele e nunca poderei estar nesta vida.

Mas o apóstolo Pedro disse: “Deus, em toda a sua graça, os chamou para participarem de sua glória eterna por meio de Cristo Jesus. […] ele os restaurará, os sustentará e os fortalecerá, e os colocará sobre um firme alicerce” (v.10). Você sabe que o Senhor tem a sabedoria e o poder para fazer isso (v.11).

Nossa falta de semelhança com nosso Pai celestial não durará para sempre. Deus nos chamou para compartilhar a beleza do Seu caráter. Nesta vida, nós o refletimos mal, mas no Céu não haverá mais pecado e tristeza e nós refletiremos o Senhor mais plenamente! Esta é “verdadeiramente, parte da graça de Deus” (v.12).

[ad_2]

Fonte: Pão Diario

Picture of Administrador

Administrador

Deixe sua mensagem