Conecte-se

Após fazer oração, família tem sua casa protegida e sobrevive a terrível furacão

Jesus Cristo está presente com seus fieis no meio das tempestades. Esta é uma certeza que uma família da Flórida, nos Estados Unidos, pode testemunhar abertamente, após conseguir sobreviver a uma tempestade terrível que destruiu milhares de casas e deixou centenas de desabrigados.

O furacão Michael, de categoria 4, deixou cerca de 39 mortos e uma rastro de destruição. O casal Stephanie e Will Cribbs, no entanto, decidiu agir em nome da fé em Deus quando perceberam que a tempestade se aproximava da sua casa, na Praia do México, a poucos metros da costa.

Visando se proteger da tempestade, eles decidiram ir para um armazém da família, mais afastado, mas antes disso se reuniram para orar a Deus, pedindo proteção e livramento. Além da vida dos quatro filhos, a maior preocupação do casal foi com a integridade do imóvel.

“Acabamos saindo de casa sem saber o que aconteceria depois disso”, disse Stephanie, segundo informações do Christian Post. Após ir para o armazém, eles acreditavam que estariam protegidos, já que em nenhuma outra ocasião o mesmo havia sido inundado por tempestades.

Todavia, os ventos do furacão Michael alcançou a velocidade de 150 km por hora, trazendo milhares de litros de água do oceano para a encosta.

“Quando a tempestade realmente começou a chegar, podíamos sentir as paredes tremendo. Você podia ouvir o uivo do vento. Era apenas um som muito estranho”, disse  Stephanie.

“Quando [o olho do furacão] veio, era possível olhar para a estrada e ver que parecia um pequeno rio escorrendo e, de repente, se tornou essa tempestade de inundação maciça correndo”, explica.

Livramento

Abrigados no armazém, a família estava com água no tornozelo, até que a força dos ventos arrancou a porta o estabelecimento, inundando ainda mais o único abrigo dos Cribbs.

“Depois [a água] subiu até a cintura e depois foi até o peito em questão de um ou dois minutos”, disse Stephanie. “Quando a água começou a subir e alcançou o meu filho, nós o colocamos em uma das mesas do armazém e estávamos tentando nos certificar de que a porta estava segura e apenas imaginando o que faríamos em seguida. Ele apenas continuava gritando: ‘Vamos morrer! Vamos morrer! Vamos morrer!”.

A família precisou subir no telhado de um escritório localizado dentro do armazém, para conseguir escapar da inundação. Eles ficaram quatro horas esperando passar a tempestade, até que os ventos acalmaram.

Ao saírem do estabelecimento, viram um rastro de destruição em toda a vizinhança. Casas destruídas, árvores e carros arremessados. Todavia, ao reencontrar sua casa, poucas ruas após o armazém, a família Cribbs teve uma surpresa.

“Foi como se Deus colocasse uma proteção sobre a nossa casa. Foi absolutamente incrível. Nossa casa foi protegida. Se você olhar em nossa rua em todos os lugares – atrás de nós, na nossa frente, os lados, todo mundo tem uma árvore que destruiu o telhado de sua casa ou essas casas perderam uma parede”, disse Stephanie.

A família atribui o livramento às suas orações a Deus. Os sinais do livramento foram contundentes e não deixaram dúvidas para a família.

“As árvores estavam perto da casa. É simplesmente incrível onde elas quebraram e quebraram em alguns lugares ou o vento as torceu e as girou em direções diferentes de todas as outras árvores”, conclui Stephanie.



Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem