Conecte-se
Search

Autor relata um aumento inédito de seguidores cristãos no Irã

Apesar da perseguição religiosa intensa enfrentada pelos cristãos no Irã, o cristianismo está crescendo de forma “surpreendente” no país, de acordo com relatos de um autor que estuda o Oriente Médio.

Daniel Pipes, um historiador e comunicador americano com interesses específicos na região do Oriente Médio, expressou sua surpresa ao constatar que o cristianismo está “florescendo” no Irã em um artigo publicado na Newsweek.

Pipes foi citado por Lela Gilbert no Washington Stand, onde ela destaca a importante descoberta feita por seu colega. “Surpreendentemente, há um número explosivo de conversões ao cristianismo ocorrendo no Irã”, ela afirma em seu texto.

Lela lembra de ter tomado conhecimento dessa notícia surpreendentemente boa enquanto morava em Israel e discutia com grupos focados no evangelismo no Oriente Médio. Depois que ela retornou aos EUA, ela leu um relatório inesperado de Daniel Pipes.

Em seu artigo, Pipes observa que “algo surpreendente do ponto de vista religioso está acontecendo no Irã, onde um governo islâmico está no poder desde 1979: o cristianismo está florescendo. As implicações são potencialmente profundas.”

Superando a perseguição

Essas informações são de grande importância, pois revelam o quanto Deus tem respondido às orações dos cristãos iranianos. O Irã ocupa o 8º lugar entre os países que mais perseguem os seguidores de Jesus no mundo, de acordo com a Portas Abertas.

Lela também menciona uma pesquisa secular realizada por um grupo não cristão que apoia as observações de Pipes. O relatório, publicado em 2020 e divulgado pelo Christian Today, afirma que o número de cristãos no Irã é muito maior do que o divulgado oficialmente, ultrapassando a marca de um milhão.

Em um país controlado por uma teocracia islâmica, onde conversões e pregação cristã são proibidas, a Igreja de Cristo tem demonstrado uma coragem e resistência surpreendentes.

Para Lela, a força do cristianismo no Irã se deve aos cultos domésticos e ao testemunho dos crentes. “Essas igrejas domésticas geralmente são compostas por não mais que 10 a 15 crentes. Em um determinado dia, eles se reúnem, um por um, em um pequeno apartamento ou em algum local indescritível”, ela destaca.

Apesar das boas perspectivas, a autora lembra que as orações não podem parar, pois a perseguição continua sendo um grande problema no país. “Quando vemos ‘Irã’ nas manchetes hoje, somos sábios em nos preocuparmos”, ela adverte.

“Vamos orar pela intervenção de Deus nas intenções mortais do regime. Mas também devemos lembrar de nossa família cristã pouco conhecida, mas em rápido crescimento, dentro das fronteiras do Irã”, conclui.

Irã vem promovendo a eliminação demográfica em massa dos cristãos, diz relatório

Assine o Canal

Gospel Planet

Picture of Administrador

Administrador

Deixe sua mensagem