As declarações de bens ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de alguns dos candidatos evangélicos têm chamado atenção da grande mídia. A ação é obrigatória por lei e todos que pleiteiam cargos eletivos devem fazê-la.

Um dos casos que mais chamou atenção é o deputado federal e candidato ao Senado Arolde de Oliveira (PSC-RJ), que é empresário (dono do Grupo MK de Comunicação) e declarou patrimônio de R$ 6,6 milhões. Na mesma faixa de bens acumulados está o cantor Irmão Lázaro, que disputa a reeleição como deputado federal (PSC-BA) e declarou R$ 5,4 milhões em bens.

O pastor Marco Feliciano (Pode-SP) irá para sua terceira candidatura a deputado federal. A coluna Radar Online, no site da revista Veja, mostrou o crescimento chamativo dos bens do candidato, que além de pastor é cantor e escritor. “Feliciano […] mais do que dobrou seu patrimônio em quatro anos. Candidato à reeleição, o ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara declarou 2 766 milhões de reais. Em 2014, seu patrimônio era de 1 341 milhões de reais”, informou o jornalista Pedro Carvalho.

“A política é um negócio lucrativo. Em 2010, quando eleito pela primeira vez, o evangélico tinha apenas 638 mil reais”, acrescentou a nota publicada no portal da revista.

Outra figura conhecida do meio evangélico que tentará voltar à Câmara dos Deputados é a cantora Lauriete, esposa do senador Magno Malta, ambos do PR-ES. A declaração de patrimônio dela soma R$ 2,3 milhões, enquanto a do marido aponta R$ 474 mil em bens.

O pastor Paulo Freire (PR-SP), filho do pastor José Wellington Bezerra da Costa, disputa seu terceiro mandato como deputado federal. No ano em que foi eleito pela primeira vez, 2010, sua declaração de patrimônio somava R$ 857 mil. Quatro anos depois, essa soma havia crescido para R$ 987,5 mil, e agora está na casa de R$ 1,1 milhão.

A lista ainda mostra que alguns dos candidatos não tem acumulado grandes volumes em seus nomes mesmo já atuando na política. O deputado estadual por São Paulo Cezinha de Madureira (PSD) tentará a vaga na Câmara dos Deputados, e declarou R$ 469 mil em patrimônio.

Outra cantora no páreo é Vanilda Bordieri (Patriota-SP), que declarou R$ 220 mil de patrimônio. Na sequência da faixa de patrimônio vem o pastor Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), afilhado político de Silas Malafaia e candidato à reeleição, declarou R$ 138 mil em bens.

Marina Silva (Rede), candidata à presidência da República pela terceira vez, declarou bens que somam R$ 118 mil. Abaixo dessa faixa de bens vem a pastora e cantora Flordelis, que disputa uma vaga como deputada federal pelo PSD-RJ e somou R$ 40 mil de patrimônio, e o pastor Abílio Santana (PHS-BA), que listou R$ 18,5 mil.

O caso mais curioso é o do deputado federal Cabo Daciolo (Patriota-RJ), candidato à presidência da República. Ele declarou ao TSE não possuir nenhum patrimônio, mesmo sendo funcionário público de carreira (bombeiro no Rio de Janeiro) e ocupar uma vaga de parlamentar há quatro anos. Em um vídeo recente divulgado nas redes sociais, Daciolo sugeriu que doa todo seu salário para causas sociais.



Fonte: Gospel Mais

AS MAIS LIDAS
VERSICULO DO DIA

Radios Online de todo Brasil totalmente grátis!

Musicas, Pregações 24 horas, Mensagens, Prêmios e Muito mais…
Rádios separadas por estado, idiomas e você ainda pode selecionar as suas favoritas.

Instale agora

QUE TAL APRENDER SE DIVERTINDO GRÁTIS ???

Copyright 2019 © Gospel Planet