Cantor gospel que se assumiu gay grava clipe com participação de travestis e choca evangélicos

 

No ano de 2018 vários cantores gospel resolveram migrar para o secular, e um caso em especial chamou a atenção quando um cantor gospel do segmento pentecostal muito popular em São Paulo, confessou ser homossexual, em áudio vazado a que o O Fuxico Gospel teve acesso. O caso ganhou repercussão nacional e ele chegou a dar entrevista em um programa de TV.

O cantor Leandro Luiz, atualmente conhecido por Leeh Bernad, publicou recentemente no Stories do seu Instagram, um post que deu a entender que ele iria voltar para o meio gospel.

+ Pastor Gilmar Fiuza quebra o silêncio e faz denúncia grave sobre evento famoso

Agora é oficial, o cantor está de volta a música gospel e em breve lançará seu novo clipe. Leeh Bernad voltou a exercer seu ministério em uma igreja inclusiva voltada para o público LGBT.

A assessoria do cantor informou que o clipe vai dar o que falar. O vídeo terá como tema o bom samaritano e vai incluir drag queens, travestis, que são membros da mesma igreja que ele.

+ Mistério: Pastor evangélico conceituado está desaparecido há 6 dias e família se desespera

A previsão é que o clipe será lançado no programa “Super Pop” com Luciana Gimenez em fevereiro.

Leh Bernard hoje faz parte da igreja inclusiva Lant (Igreja Apostólica Novo Templo) na cidade de Guarulhos (SP), que tem como líderes o casal de pastores Levi e Allan.

A decisão do cantor vem dando o que falar. Bernad disse que, já que não podia exercer o seu ministério sendo cantor gospel homossexual em uma igreja tradicional, ele optou por uma igreja inclusiva.

+ Menino que pregava e sonhava em ser pastor morre atropelado

No último dia 3 de dezembro o cantor publicou um vídeo em seu Instagram da gravação de bateria do seu novo single, e escreveu:“TEM MÚSICA NOVA CHEGANDO.
É isso mesmo heim kkk hoje começou a produção da minha nova música. Tenho certeza que vocês iram ammaarr e chorar muiiiitttoooo, então preparem os lenços.
Quem assina a produção é o talentoso Leandro Natal e não posso falar mais nada por agr kkkk.
Depois divulgarei o nome da
música/compositor e muitos detalhes. Mas corre lá no Stories que já tem videos da gravação hoje”.

Quanto a tudo isso fica a pergunta. Será que futuramente teremos músicas gospel inclusiva circulando nas igrejas tradicionais?

Crueldade: Pastora é assassinada ao tentar defender filho durante briga

Pastora Norma Lúcia (Reprodução)

Um crime brutal chocou os moradores de Feira de Santana na Bahia, nas primeiras horas de 2019. Uma mulher chamada Norma Lúcia Rento Daltron, conhecida na comunidade como pastora evangélica, foi assassinada a tiros quando tentou defender seus filhos de uma briga com vizinhos.

+ Cantor gospel revela “depressão profunda” e recebe apoio de fãs

Norma Lúcia, era pastora da igreja Arca da Promessa, onde pastoreava junto com seu marido, que também é pastor.
“O que se apurou a princípio é que, houve uma confusão generalizada na Rua São Joaquim, no bairro Pampalona, entre os filhos da pastora e o vizinho Erisvaldo”, informou a delegada Ludmila Vilas Boas, responsável pelo caso, segundo informações do Acorda Cidade.

“É uma rixa antiga, que já tinha sido registrada na 2ª Delegacia, feito o procedimento policial encaminhado ao Fórum, mas que ainda assim com o passar do tempo foi acirrada”, explica Ludmila.

Os assassinos portavam armas de fogo e também, arma branca, vários deles dispararam, mas um homem, identificado como Erisvaldo da Silva Almeida, 30 anos, é o suspeito de ter executado a sangue frio a pastora.

+ Assembleia de Deus de luto: Pastor comete suicídio após o culto

Edmílson Ferreira de Souza, esposo da pastora explicou o seguinte: “Foram três pessoas atirando, cada um com uma pistola. Atiraram na minha esposa e nos meus filhos, pra acabar com todo mundo. Meu filho também levou uma facada na orelha, o outro cortou o dedo tentando defender a mãe e interessante é que depois que minha esposa já estava no chão, atiraram nela já morta”, conclui Edmílson.

O pastor Edmílson contou que a intenção dos agressores foi, de fato, assassinar não apenas sua esposa, mas também seus filhos.

Até o momento apensas um dos criminosos foi preso, Erisvaldo, também conhecido como “Dinho”, e os outros comparsas continuam foragidos.

Fonte: Fuxico Gospel