Com dores insuportáveis, pastor desejou a morte, mas Deus lhe deu uma enorme lição

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A maneira como Deus decide agir em nossas vidas muitas vezes nos causa espanto, sentimento de revolta e questionamentos constantes sobre a razão pela qual Ele nos permite passar por situações tão difíceis. O pastor Paul David Tripp passou por uma dessas experiências ao ponto de desejar a morte, mas o final da sua história é surpreendente.

No dia 19 de outubro de 2014 Tripp foi realizar um exame no hospital para averiguar algumas dores que estava sentindo. Ele, que também é escritor, imaginava que sairia de lá com um simples diagnóstico e remédios para tomar em casa.

“Eu pensei que passaria 45 minutos na sala de exame, então eles me dariam remédios e me mandavam para casa”, contou ele em um vídeo publicado no Youtube. “Mas fiquei chocado quando, dentro de 20 minutos, havia médicos de cinco departamentos diferentes na sala”.

“Eu lembro de ouvir em segundo plano os médicos discutindo se eles iriam me colocar em diálise. Eu pensei que eles tinham errado de quarto”, lembra o pastor, deixando implícita a noção de que teve um grave problema renal.

“O que estava acontecendo no meu corpo era muito mais sério do que eu tinha entendido”, disse ele, lembrando que por algum tempo a dor foi tão intensa que o seu desejo era a morte.

“As primeiras 36 horas no hospital eu passei por uma dor indescritível, espasmos de corpo inteiro que pareciam que alguém estava enfiando facas em mim. Era implacável. A cada dois minutos eu queria morrer”, completa.

Tripp precisou fazer seis cirurgias ao todo, para recuperar os seus rins. O processo longo e doloroso lhe fez refletir sobre o sofrimento e o propósito de Deus no meio da dor. Isso fez ele mudar completamente a o seu entendimento acerca da fé.

Para um pastor, alguém capacitado teologicamente, a experiência do sofrimento lhe permitiu desenvolver uma relação íntima com Deus, não apenas teórica, mas prática.

“O que eu teria chamado de fé em Cristo era, na verdade, orgulho de minha força, orgulho de minha capacidade de produzir, orgulho de minha saúde física. Isso não é fé real”, disse ele.

Atualmente o pastor Tripp afirma que “foi necessário” passar pela dor, para que mudanças internas ocorressem em sua vida. “Deus me colocou em um lugar onde eu comecei a realmente acreditar que Sua graça é suficiente, e se aperfeiçoou em minha fraqueza”, disse.

“Aqueles martelos em mim eram martelos de um artista, mudando a forma do meu coração para que eu acreditasse”, conclui, segundo informações do Christian Post.



Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem

CENTENAS DE RÁDIOS DE TODO BRASIL NO SEU CELULAR

Portal de comunicação com foco na informação e divulgação de costumes cristãos

Copyright 2021 © Gospel Planet