Congressistas do Diante do Trono sofrem calote de organizador de caravana

39

O Congresso Diante do Trono 2019 começa hoje em Belo Horizonte (MG), reunindo quase 8 mil pessoas, vindas de todo Brasil, para se reunirem durante 3 dias do feriado da semana santa.

Ana Paula Valadão abrirá congresso Diante do Trono nesta quinta (18).
Ana Paula Valadão abrirá congresso Diante do Trono nesta quinta (18).

Mas para alguns, a data não será festiva. Uma caravana saindo de Piracicaba (SP) para o evento está denunciando o organizador da mesma, pelo fato dele ter sumido sem deixar rastros, às vésperas da viagem.

Uma cliente publicou seu relato hoje de madrugada em um grupo do Diante do Trono no Facebook, denunciando o caso.

“Boa noite!! Fomos vítimas de um golpe. Um cara de Piracicaba chamado Bruno fez uma caravana que sairia de Piracicaba e a última cidade seria Campinas e eu e meu esposo e alguns amigos estamos esperando e nada dele. Por favor não aceite nada desse cara. O golpe foi aplicado na caravana toda.”, conta a denunciante.

Segundo as informações, o suposto golpista enganou cerca de 45 pessoas, que haviam comprado pacote de ida e volta para Belo Horizonte, hospedagem e inscrição no congresso gospel.

Outros membros do grupo online começaram a afirmar que já tinham viajado com ele sem maiores problemas, e que estavam chocados com a atitude do rapaz, que se chama Bruno.

Bruno já foi condenado por enganar outro grupo de congressistas.
Bruno já foi condenado por enganar outro grupo de congressistas.

Figurinha carimbada em alguns eventos do Diante do Trono e de outros ministérios, o rapaz já foi condenado pela justiça de São Paulo este ano por ter enganado outro grupo de pessoas.

Segundo a ação na qual o Portal do Trono teve acesso, e que corre no Juizado Especial Cível da Comarca de Itu, Bruno deixou de honrar seus compromissos com outros viajantes para congressos evangélicos.

Desta vez, tratou-se da conferência gospel Jesus Copy, que segue moldes parecidos com o congresso do Diante do Trono. Ele foi acionado judicialmente por ter cancelado a viagem em cima da hora e não ter restituído o dinheiro às vítimas.

O rapaz não apresentou defesa, e por isso foi considerado revel (assumiu sua culpa perante as acusações feitas), tendo sido condenado, no último dia 02 de abril, ao ressarcimento dos valores pagos pela cliente que ajuizou a ação.

O Portal do Trono não conseguiu contato com o Bruno até o fechamento dessa matéria. O espaço continua aberto. O Diante do Trono não atendeu nossas ligações, e a Igreja Batista da Lagoinha, que sedia o evento, nos informou que já tomou conhecimento do problema, nos direcionou para o responsável pelo congresso, mas este não atendeu os chamados do site.



Fonte: Portal do Trono