CONMOCIÓN EM COLÔMBIA! Mulher salta desde uma ponte com seu filho em braços por “dívidas com cartéis”

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Um caso que está perturbando ao mundo é o de Jessy Moreno e seu filho May Ceballos, quem morreram ontem; a mulher saltou de uma ponte com o menino em braços apesar de que a polícia estava tratando de ajudá-la para que não fizesse, o qual arrancou as lágrimas de todos o que estavam tentando a persuadir de não o fazer, pois saltou ao vazio.

Jessy Moreno e seu filho May Ceballos
Jessy Moreno e seu filho May Ceballos

Bombeiros, polícias e até psicólogos estiveram no lugar para falar com ela, a fazer desistir da decisão que estaria a ponto de tomar, mas com todo e súplicas, Moreno saltou desde 100 metros de altura inundada em lágrimas; gritos acompanharam a cena.

QUE LEVOU A JESSY A LANÇAR DA PONTE FAZENDO CASO OMISO DE TODAS As PESSOAS QUE LHE DIZIAM QUE NÃO O FIZESSE?

Diz-se que a mulher tinha graves problemas econômicos e fazia pouco que os tinham desalojado de sua moradia, porque tinha dívidas muito elevadas com um método chamado “Gota a Gota”, que é o empréstimo de dinheiro de maneira ilegal, segundo conta o prefeito de Ibagué, Guillermo Alfonso Jaramillo.

“Não somente extorque à gente, não somente lhes rouba todo seu trabalho, o intimida, lhe rouba todo seu trabalho, o ameaça de morte. Inclusive, termina custando-lhe a vida”, disse Jaramillo.

“Ela não contava com recursos para pagar um arrendo nem tinha para onde ir”, afirmou Mauricio Vargas, jornalista de um meio de comunicação chamado “A Voz do Povo”; ademais outras fontes asseguram que a mulher também estava passando uma ruptura amorosa.

Os empréstimos de gota a gota são empréstimos de dinheiro fácil com interesses tão elevados que se considera que nunca se poderá saldar a dívida. Chama-lhes de gota ‘a gota’ porque “gota a gota vão você deixando na rua”; este método tem sido implantado por cartéis colombianos e exportados a México desde 2015 com grande sucesso.

Polícias do lugar se abraçavam chorando depois de vê-la desabarem
Polícias do lugar se abraçavam chorando depois de vê-la desabarem

Em um abrir e fechar de olhos, os corpos de Jessy e Jay percorreram a altura da ponte até chegar ao vazio; “Deus meu, se atirou” são os gritos das pessoas que estavam no lugar; os polícias que estavam tentando ajudá-la a desistir de lançar-se se abraçavam chorando depois de vê-la desabarem e que após tentar todas as opções, não puderam a salvar.

O comandante dos bombeiros, Rafael Rico, declarou que parte do corpo socorrista está nos labores de recuperação dos corpos.



Fonte: Bibliatodo

Deixe sua mensagem

CENTENAS DE RÁDIOS DE TODO BRASIL NO SEU CELULAR

Portal de comunicação com foco na informação e divulgação de costumes cristãos

Copyright 2021 © Gospel Planet