Cristã é mantida em cativeiro pela família na Arábia Saudita

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Uma cristã está sendo mantida em cativeiro pela própria família na Arábia Saudita. Sem ter sua identidade revelada, a mulher foi proibida de sair da casa dos parentes, após eles a chamarem na residência alegando que sua mãe havia adoecido após receber a vacina contra o coronavírus.

A mulher está impedida de voltar para o filho e o marido, Ahmed (nome fictício), que tem sofrido perseguição após ajudar uma irmã a fugir de casa por sofrer abusos após se converter a Cristo. Ahmed tem uma audiência marcada para o dia 30 de maio e está tentando fazer com que a esposa seja liberta pela família.

Responsável por ajudar cristãos que sofrem perseguição ao redor do mundo, o ministério Portas Abertas pede ajuda em oração pela família de Ahmed. A Arábia Saudita ocupa a 14ª posição na lista de países que mais perseguem cristãos, que sofrem com a opressão islâmica e a ditadura na região.

Com uma população com mais de 34 milhões de habitantes, apenas pouco mais de 1 milhão dos moradores na Arábia Saudita são cristãos. Abandonar o islã é um dos maiores pecados que um muçulmano pode cometer e as mulheres cristãs de ascendência muçulmana são expostas a uma pressão que é agravada por seu gênero e correm risco de violência física, assédio verbal, prisão domiciliar e casamento forçado com um muçulmano conservador como uma medida “corretiva”. Em tais casamentos, as mulheres tendem a sofrer abusos sexuais e psicológicos.

Rafael Ramos

Rafael Ramos

Deixe sua mensagem

CENTENAS DE RÁDIOS DE TODO BRASIL NO SEU CELULAR

Portal de comunicação com foco na informação e divulgação de costumes cristãos

Copyright 2021 © Gospel Planet