Uma cristã teve sua imagem usurpada por uma campanha pró-aborto, e se mobilizou para desmascarar a farsa com a ajuda de entidades pró-vida.

A campanha “Shout Your Abortion” (“grite seu aborto”, em tradução do inglês) tem como bandeira estimular mulheres a compartilharem suas experiências de aborto como forma de encorajar outras a tomarem a mesma decisão.

No entanto, uma das publicações da campanha usou a imagem de uma mulher cristã, chamada Molly Schaap, de 24 anos, sem sua autorização, para compartilhar o suposto relato de outra mulher, identificada apenas como Heather, de 23 anos.

O texto na imagem intitulada “Eu tenho 23 anos e tive 3 abortos. Sim, eu fiz!” detalha dois abortos depois de encontros sexuais casuais, nos quais ela não usou nenhum tipo de contraceptivo, e um terceiro depois que sua pílula anticoncepcional falhou, e ela decidiu abortar porque a gravidez iria atrapalha-la profissionalmente.

“Tenho 23 anos, tenho uma boa vida, não quero destruí-la por causa de um bando de crianças para as quais não estou preparada. Isso não faz sentido? Tenho ZERO de arrependimento do que fiz”, escreve a autora, desejando que o aborto seja visto como “apenas mais uma cirurgia”.

Farsa

As declarações e a imagem foram amplamente divulgada na rede de páginas pró-aborto, até que alcançou a verdadeira pessoa na foto. Com ajuda de entidades pró-vida, como o LifeSite News, Molly conseguiu denunciar a farsa, explicando que ela é a pessoa na imagem, mas nunca havia praticado nenhuma interrupção de gravidez pois era militante pró-vida.

Com a divulgação da informação de que ela nunca havia cedido sua imagem para a campanha pró-aborto, os responsáveis pela “Shout Your Abortion” se viram desmascarados.

“Fiquei horrorizada ao acordar ontem e saber que uma foto minha foi roubada e usada sem a minha permissão ou conhecimento”, afirmou Molly, sublinhando que é estranho que a suposta “Heather” diga que “está orgulhosa de quem ela é e de suas ações, mas usar uma foto de um estranho ao invés de si mesma”.

“Durante toda a minha vida, fui pró-vida e acredito que a vida começa na concepção”, declarou Molly. “Eu pessoalmente fiz doações para causas pró-vida e acredito que toda vida é valiosa. Como cristã, acredito que Deus é o autor da vida, e a vida não é nossa para que demos fim a ela quando quisermos”.

A organização pró-vida Human Defense Initiative (“iniciativa de defesa humana”) afirmou que a campanha “Shout Your Abortion” não respondeu a um pedido de explicação sobre o incidente, mas notou que o texto foi retirado de seu endereço original no site do grupo pró-aborto.

Por fim, Molly Schaap disse à agência Gateway Pundit que ela está indecisa a respeito da decisão sobre mover um processo contra a campanha pró-aborto: “Eu sou uma professora atualmente tentando se preparar para o ano letivo, então é algo sobre o qual eu gostaria de pensar mais nos próximos dias”, finalizou.



Fonte: Gospel Mais

Radios Online de todo Brasil totalmente grátis!

Musicas, Pregações 24 horas, Mensagens, Prêmios e Muito mais…
Rádios separadas por estado, idiomas e você ainda pode selecionar as suas favoritas.

Instale agora

QUE TAL APRENDER SE DIVERTINDO GRÁTIS ???

Copyright 2019 © Gospel Planet