Dado como demitido, presidente da Apex trabalha normalmente – Notícias

Decisão de Araújo deveria ser assinada por Bolsonaro


O presidente da Apex (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), Alex Carreiro, trabalho normalmente nesta quinta-feira (10), um dia após ter a demissão anunciada pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.


Em nota enviada ao R7, a Apex destaca que Carreiro foi nomeado para o cargo pelo presidente Jair Bolsonaro e garante que ele “cumpriu expediente normal na agência, tendo efetuado despachos internos e recebido para audiências autoridades de Estado”.


Em um tuite publicado na noite de ontem (9), Araújo afirmava que Carreiro havia pedido “o encerramento de suas funções como presidente da APEX” e disse que já havia levado a Jair Bolsonaro o nome do embaixador Mario Vilalva para assumir o cargo.



Relatos ouvidos pela Reuters apontam que Araújo, como presidente do Conselho da Apex, poderia demitir Carrreiro, mas a decisão deveria ser assinada por Bolsonaro.


Bolsonaro faz reunião ministerial para ouvir propostas e planos


Havia ainda o temor de que o próprio Araújo perdesse o cargo no embate com Carreiro por estar sendo responsabilizado por mais um bate-cabeça no governo. Oficialmente, o Planalto manteve o silêncio.


De acordo com a Reuters, Carrreiro, que foi assessor do PSL na Câmara, teria sido uma indicação dos filhos de Bolsonaro, chegou a ir ao Planalto na manhã desta quinta-feira tentar um encontro com o presidente, mas não foi recebido.

Fonte: R7