Nesta quinta-feira (6) foi realizado o anúncio pelo futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que a Pastora Damares Alves, vai comandar o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos.

Damares Alves nomeada ministra dos Direitos Humanos

“Por ordem do presidente Jair Bolsonaro apresento a ministra. Ela cuidará da pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos” disse Onyx em entrevista coletiva concedida na sede do governo de transição, em Brasília.

A pastora em sua primeira entrevista destaca que é um desafio já que o Funai passasse a ser sua responsabilidade. “A pasta é muito grande, muito ampla e agora a gente está trazendo para cá a Funai. Nós vamos trazer para o protagonismo políticas públicas que ainda não chegaram até às mulheres, e às mulheres que ainda não foram alcançadas pelas políticas públicas.”

As pautas conservadoras também são defendidas por Damares, que se declara contra a ideologia de gênero e a legalização do aborto.

Ela recalca que o primeiro direito é o da “vida”. “Nós vamos trabalhar nessa linha. O maior direito humano é o direito à vida […] Eu sou contra o aborto. Nós queremos um Brasil sem aborto! De que forma? Um Brasil que priorize políticas públicas de planejamento familiar, que o aborto nunca seja considerado e visto nessa nação como método anticonceptivo”, comentou. Sim embargo ao que respeita à lei atual ela não vê a necessidade de alguma mudança.

Também assegurou que: “O aborto apenas nos casos necessários e aqueles previstos em lei. Mesmo nestes, eu tenho certeza que, quando é oferecida à mulher uma outra opção, ela pensa duas vezes. Essa pasta não vai lidar com o tema aborto, essa pasta vai lidar com proteção de vidas, e não de morte. Que fique bem claro isso”.

Falando à imprensa após sua nomeação, Damares disse que pretende investir em políticas públicas voltadas às mulheres. Ela também pretende propor um “pacto pela infância” à frente do ministério, destacando que, em média, 30 crianças são assassinadas por dia no Brasil.

“Funai não é problema neste governo, índio não é problema. O presidente estava esperando o melhor lugar para colocar a Funai. E nós entendemos que é o Ministério dos Direitos Humanos, porque índio é gente, e índio precisa ser visto de uma forma como um todo. Índio não é só terra, índio também é gente”, deixou claro que trará um novo olhar para a questão indígena.



Fonte: Bibliatodo

Radios Online de todo Brasil totalmente grátis!

Musicas, Pregações 24 horas, Mensagens, Prêmios e Muito mais…
Rádios separadas por estado, idiomas e você ainda pode selecionar as suas favoritas.

Instale agora

QUE TAL APRENDER SE DIVERTINDO GRÁTIS ???

Copyright 2019 © Gospel Planet