“Deus decidirá sobre você, não o diabo”

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O pastor John Piper, conhecido mundialmente por seus livros acerca da doutrina cristã, tocou em um dos assuntos mais delicados entre os cristãos, mas também entre os que ainda não entendem o significado da soberania divina, da liberdade humana e suas consequências no mundo espiritual.

Até que ponto satanás pode interferir na vida humana? É possível haver sentido no sofrimento, mesmo quando estamos cumprindo a vontade de Deus? Para Piper, essas respostas estão na Bíblia e é por ela que devemos entender esses questionamentos:

“Eu quero declarações bíblicas sobre como Deus se relaciona com satanás, e então veremos maneiras suficientes. Essa é a minha abordagem e você pode avaliar se acha sensato. O que eu quero fazer é apenas dar vislumbres de como Deus se relaciona com o diabo, na Bíblia”, disse o pastor.

O que Piper sugere é que, diferentemente do que alguns podem imaginar, o inimigo não atua livremente no mundo. Até para fazer o mal, satanás precisa da autorização de Deus, já que, segundo a Bíblia, nada escapa aos olhos do Senhor (Hebreus 4:13).

“Satanás é chamado de ‘o governante deste mundo’ em João 12:31. No entanto, outros textos dizem coisas como: ‘O Altíssimo governa o reino dos homens e dá a quem ele quiser’”, disse o pastor, referindo-se ao texto de Daniel 4:17.

Ou seja, apesar de o inimigo atuar no mundo, Deus governa o universo e tudo o que nele há (Salmos 103:19), incluindo o mundo, onde os homens (humanos) habitam. Dessa forma, o sofrimento implementado por satanás em nossa terra também está sob o controle de Deus.

“Daí eu deduzo: Sim, satanás é o deus deste mundo e o governante desta era, mas não em última análise. Ele é um lacaio com uma coleira e está debaixo do grande Deus, que decide quem são os reis e quando os reinos acabam”, explica Piper.

Espíritos demoníacos

John Piper também explica que os espíritos demoníacos estão sob o controle de Jesus Cristo, uma vez que Ele venceu na cruz do calvário. Às consequências dos erros humanos trazem sobre eles o mal, mas isso pode ser vencido quando nos entregamos a Deus.

Quando deixamos a escravidão do pecado mediante o sangue de Cristo, O reconhecendo como único e suficiente Salvador, temos nEle a autoridade para expulsar demônios e não sucumbir ao erro.

“Embora espíritos imundos estejam em todo lugar do mundo, fazendo coisas enganosas e assassinas, Jesus Cristo é descrito como toda autoridade no céu e na terra. E então você recebe uma declaração surpreendente como essa em Marcos 1:27: ‘Ele comanda até mesmo os espíritos imundos e eles o obedecem’”, disse o pastor.

“Satanás é descrito como um leão que ruge, rondando e procurando devorar pessoas. Resista a ele, firme em sua fé, sabendo que os mesmos tipos de sofrimento estão sendo experimentados por outras pessoas. Em outras palavras, resista”, completa.

Por fim, o pastor explica que o sofrimento por fazer a vontade de Deus vale a pena, porque produzirá a vida eterna, de modo que o cristão deve olhar para Cristo, seu sacrifício redentor e o Reino vindouro, e não para a circunstância que está passando no momento de angústia.

“É melhor sofrer por fazer o bem, se essa for a vontade de Deus, do que por fazer o mal. Se Deus quiser, as garras do leão se fecharão. Deus decidirá sobre você, não o diabo, no final das contas. Quando satanás quer destruir um santo, ele precisa obter permissão antes de tocá-lo”, conclui Piper, segundo o ministério Desiring God.



Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem

CENTENAS DE RÁDIOS DE TODO BRASIL NO SEU CELULAR

Portal de comunicação com foco na informação e divulgação de costumes cristãos

Copyright 2021 © Gospel Planet