Conecte-se

Diagnosticado com burnout, Whindersson Nunes diz que recebeu orações

O youtuber e humorista Whindersson Nunes foi diagnosticado com síndrome de burnout, um esgotamento profissional de caráter psíquico que vem se tornando cada vez mais comum. Ele concedeu uma entrevista explicando como foram os momentos iniciais do tratamento.

“Eu tive uma baixa, que foi onde eu percebi que eu precisava de ajuda”, afirmou, referindo-se à decisão de se tratar. Em abril desse ano ele publicou um desabafo sobre a situação, afirmando que “depressão não é falta de Deus”.

Ainda em tratamento, Whindersson Nunes diz que descobriu que precisa aprender a priorizar as coisas: “A terapia ajudou muito. ‘Poxa, o pessoa tá falando isso, tá falando aquilo’, e no final das contas não importa o que o pessoal tá falando, é o que eu estou falando”, compartilhou.

A quantidade de trabalho desencadeou os problemas, revelou o youtuber: “Às vezes eu chamava um amigo para vir para cá quatro horas da tarde, ele chegava quatro e meia e eu tinha uma entrevista para fazer e não sabia. Aquela situação chata que vai se repetindo sempre, sempre, e você começa a se sentir culpado. Aí chora, [começa a pensar] ‘porque eu estou sentindo isso?; minha vida é tão boa!’. Aí vem o outro e fala ‘ah, mas ele está sorrindo, então não está mais [doente]’”, desabafou.

Deus

Whindersson Nunes também afirmou que o desdém de muitas pessoas só atrapalhou: “‘Ele não fala tanto de Deus? Porque está triste?’ Como se não fosse um problema real aqui”, diz, apontando para a cabeça.

“Muita gente fala que vai orar por mim, que vai me ajudar, que vai estar intercedendo (sic), que é Deus, que eu estou longe de Deus, que é falta de Deus. Não tem problema você ser apegado, ter fé e fazer tudo que é necessário para sua fé te curar. Só que quando você vai lá no pastor falar assim ‘descobri que eu estou com um problema aqui [apontando para os rins] e eu queria que o senhor orasse’, você sabe que descobriu aquele problema porque você fez um exame. Quando você está com um problema no coração, precisa colocar um marca-passo, poxa Deus te ajudou ali naquela recuperação, e está ali com você, e a sua fé está te movendo, mas você precisou botar aquilo ali, entendeu?”, afirmou, rebatendo a compreensão popular equivocada de que depressão é um problema apenas espiritual.

Ao longo do tratamento, o humorista compreendeu que precisa fazer o que for necessário para vencer o distúrbio: “Acima de tudo você precisa estar vivo para poder passar essa mensagem à frente, sabe? Então é muito importante você procurar um profissional da área de psicologia, ou de psiquiatria, nem que seja para você só ter um diagnóstico sobre aquilo que você está sentindo, entendeu?”.

“Graças a Deus, tudo [deu certo]”, afirmou Whindersson, na entrevista à revista Veja. Essa conscientização sobre o problema adquirida durante seu tratamento motivou Whindersson Nunes a planejar a criação de um aplicativo com sessões de terapia gratuita para pessoas de baixa renda: “A minha intenção não é ser o salvador da pátria fazendo um negócio que salve a vida. A minha intenção é estar ali junto com quem realmente quer somar e quer fazer alguma coisa quanto a isso”.

Ciente de que não se trata de uma empreitada simples, ele declarou que os estudos necessários estão em andamento: “Muita gente reclamou quando saiu essa notícia. ‘Quero ver se o órgão não-sei-do-quê da psicologia vai aprovar’. Como se eu, do tamanho que eu sou, fosse fazer alguma coisa sem antes ter aprovação de um órgão competente”.

Burnout

A síndrome de burnout não é necessariamente uma novidade para o público evangélico: em novembro de 2017 a cantora e pastora Fernanda Brum foi diagnosticada com o distúrbio, que é marcado pelo esgotamento mental e físico por excesso de trabalho.

Diante do diagnóstico, Fernanda decidiu diminuir o ritmo: “Eu não vou dar uma pausa na carreira, mas vou tirar um ano parcialmente sabático, fazendo apenas grandes eventos e divulgando meu novo CD, ‘Som da Minha Vida‘”, afirmou à época.

No entanto, menos de um ano depois, ela se viu numa nova crise e precisou ser levada ao hospital e medicada. “Os médicos indicaram repouso e afastamento das atividades nos próximos 8 dias, a princípio. Sendo assim, as agendas de 20 a 27 de setembro de 2018, foram adiadas! Agradecemos a compreensão e contamos com as orações de todos”, informou a assessoria de imprensa da cantora na ocasião.

Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem