Dunamis – Martus | Esboços de Sermões

Dunamis – Martus

O Sermão em uma Sentença: Todos nós precisamos ser cheios com o dunamis (poder) de Deus a fim de sermos suas martus (testemunhas) às nações.

O Propósito do Sermão: Que crentes compreendam seu papel como testemunhas de Cristo e então receber o poder do Espírito para realizar esse papel.

O Texto: Atos 1.8

Introdução

1. Nosso texto contém as palavras finais de Jesus antes da Sua ascensão ao céu (Atos 1.8).
a. Estas palavras claramente definem a missão da igreja.
b. Elas também revelam o padrão evangelístico da igreja: “Receber poder (então) ser Suas testemunhas”.
c. O verso, então, contém duas palavras chaves: “poder” e “testemunhas”.
d. O Grego para estas duas palavras é dunamis e martus.

2. Nesta mensagem nós vamos observar de perto estas duas palavras Gregas, e nós vamos chegar a umas implicações do que nós descobrirmos.

I. Dunamis (Poder)

A. Nota que nós estamos falando aqui sobre o dunamis de Deus.
1. É muito significante que nós enfatizemos que este dunamis é possessão somente de Deus para dar.
2. Pertence a Ele, então, somente Ele pode dar.

B. A palavra dunamis é usada 120 vezes no NT em Grego. 1. 77 vezes é traduzido “poder”.
2. Também é traduzida como “obras poderosas”, “força”, “milagres”, e “virtude”.

C. Amplamente definida, a palavra dunamis significa força, poder ou habilidade. É um poder inerente ou “poder por dentro”.
1. É poder residindo dentro por virtude da sua natureza.
2. Inclui poder para operar milagres, poder moral, poder financeira, e poder militar.

D. Este poder não é limitado pelo que nós sentimos ou não sentimos, pelo que fazemos ou não fazemos.
1. É o dunamis de Deus que inclui tudo.
2. É manifesto em testemunha poderosa, incluindo sinais, maravilhas, poder moral, e excelência de alma.
3. É o poder que Ele deseja nos dar!

E. É o dunamis de Deus operando entre as nações do mundo, operando no continente da África, operando através de barreiras étnicas e de línguas, operando em nossas famílias, operando aqui neste salão, operando na sua vida hoje.

II. Martus (Testemunha)

A. A palavra martus é usada 34 vezes no NT em Grego.
1. 29 vezes é traduzida “testemunha”.
2. Também é traduzida “mártir” e “arquivo”.
3. Uma testemunha dá testemunho através de palavras, através de ações, e através de sacrifício.

B. Existem várias maneiras de entender esta palavra:
1. Por exemplo, uma testemunha na sala do tribunal.
2. Ou, alguém que participa de um evento (um espectador).
3. Ou, alguém que dá sua vida para uma causa (um mártir).
4. Martus certamente inclui pregar e testemunhar verbalmente; porém, é muito mais.

C. Vamos observar dois usos de martus no livro de Atos:
1. Estêvão era uma testemunha em maneiras múltiplas.
a. Ele era um homem cheio de fé e do Espírito Santo (6.5).
b. Ele fez grandes maravilhas entre o povo (6.8).
c. Ele falou com poder (6.10).
d. Ele mostrou coragem moral na morte (7.56-60).
2. Paulo (Saulo de Tarso) apresenta uma diferente, mas também significante paradigma de testemunha.
a. Ele consentiu na morte de Estêvão (Atos 8.1).
b. O testemunho de Estêvão contribuiu na sua conversão.
c. Em todo seu ministério, Paulo testemunhou através de pregação poderosa, sinais e maravilhas, caráter moral, etc.
d. Como Estêvão, Saulo deu sua vida, através de uma vida vivida “morta para a carne” e “viva para Cristo”.

Conclusão e Apelo

1. Então, a igreja primitiva foi capacitada pelo dunamis de Deus e comprometida a martus de Cristo. Como resultado, o evangelho espalhou por toda Jerusalém, Judéia e Samaria, e aos “confins” daquela era.

2. Agora, vem e se compromete a Cristo como Seu martus, e recebe Seu dunamis para proclamar Sua mensagem a todo o povo até que Ele retorne do céu.

Gostou Desse Esboço? Conheça 365 Esboços de Sermões Selecionados:



Fonte: Esboço de Sermões