“Estava cansado de me sentir como um animal”, diz homem convertido em presídio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A história de Richard Horne é um testemunho de como Deus, através do seu amor, pode salvar a vida de pessoas que nunca sentiram empatia por alguém e dedicaram suas vidas ao mundo do crime, não sabendo o que é na prática uma simples afirmação de “eu te amo”.

Com apenas 12 anos ele resolveu morar nas ruas de Detroit, em Michigan, nos Estados Unidos, após seus pais se divorciarem. Sua mãe não lhe dava atenção e o seu pai era alcoólatra. Ele disse em uma entrevista para a CBN News que nunca ouviu deles uma palavra de amor.

Dessa forma, o mundo do crime atraiu o jovem Horne, que vivendo em abrigos temporários encontrou na criminalidade um meio de vida desastroso: “Eu estava sempre roubando alguém, roubando bolsas, roubando carros, arrombando casas, roubando de mercearias, roubando roupas de grandes lojas”, disse ele.

“Eu não via um futuro. Apenas sobrevivia. Com uma arma na mão, eu sentia que tinha voz. Eu poderia puxar o gatilho e mandar você fazer o que eu queria”, destaca.

A vida de bandidagem enquanto moleque passou. Aos 17 anos ele foi preso e julgado como adulto por 11 acusações de assalto à mão armada. No presídio ele viu pessoas ainda piores do que ele. “Eu tinha de lidar com estupradores, pedófilos e assassinos. Cheguei a um ponto em que, para que eu sobrevivesse de novo, tinha de lutar”, disse ele.

Reflexão e mudança

Ao mesmo tempo em que se viu cercado de horrores, Horne teve tempo para refletir acerca do seu passado, percebendo que da forma como estava não daria mais para continuar.

“Acho que cheguei a um ponto em que estava cansado de ser frustrado e estava cansado de ser preso. Eu estava cansado de me sentir como um animal ”, disse ele. “Chegou a um ponto em que se tornou cansativo sobreviver”.

A muda de Horne iniciou uma nova história quando um dos presidiários, convertido ao evangelho de Jesus, se aproximou dele para evangelizar. “Ele vinha constantemente falar comigo sobre Cristo. Ele orava em mim e se oferecia para estudar a Bíblia comigo”, lembra.

O gesto de atenção e empatia do colega detento fez Horne se dar conta de um sentimento que ele nunca havia sentido, algo completamente novo para ele.

“Eu estava sendo liderado por uma força positiva, mas estava acostumado a sempre ser liderado por algo negativo”, disse. “Eu acho que senti amor. E isso só cresceu em mim. Eu não posso realmente explicar, foi uma transformação na minha mente e no meu coração”.

Desde então Horne aceitou fazer os estudos bíblicos com seu colega de prisão e através disso ele compreendeu o perdão e amor de Deus oferecidos para quem se arrepende e decide mudar de vida.

Certa vez, disse ele: “Eu fui à minha cela, naquela noite eu orei e ouvi Deus me dizer que eu era seu filho. Foi uma voz audível que ouvi, mas senti isso dentro de mim e soube que pela primeira vez na vida senti como se alguém realmente se importasse comigo”.

No outro dia Horne formalizou a entrega da sua vida para Cristo em um culto dentro da prisão. “A palavra de Deus diz que Ele nos dará uma paz que transcende todo o entendimento. Eu vivenciei a paz pela primeira vez na vida e queria mais”, disse ele, com informações do Guiame.



Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem

CENTENAS DE RÁDIOS DE TODO BRASIL NO SEU CELULAR

Portal de comunicação com foco na informação e divulgação de costumes cristãos

Copyright 2021 © Gospel Planet