Uma das indústrias mais ricas do mundo é a de filmes adultos, disputando o topo da cadeia comercial com a venda de armas e de drogas. Nesse meio, onde a fantasia muitas vezes visa esconder a triste realidade da exploração e tráfico humanos, existem pessoas enfrentando problemas reais de ordem emocional e espiritual, além de outros como a dependência química e doenças crônicas.

Candia foi uma ex-atriz de filmes adultos. Ela contou seu testemunho, revelando como uma sequência de acontecimentos e dilemas existenciais lhe fizeram parar nesse meio, especialmente após ter sido abusada sexualmente.

“Quando eu era mais jovem, me senti culpada por muitas coisas. Toda vez que havia um problema dentro de casa, eu pensava que era por minha causa”, disse ela em entrevista à CBN News.

Candia se autodepreciava. Ela se via de forma diferente, provavelmente porque não teve em sua vida um ambiente familiar acolhedor, seguro e capacitante. Isso afetou até a sua compreensão sobre Deus.

“Eu nunca seria o que Deus queria que eu fosse. Eu senti como se Ele estivesse sempre com raiva de mim. Como se Ele estivesse sempre desapontado comigo. Eu estava sempre me arrependendo”, disse ela.

Abuso sexual

Quando tinha 12 anos Candia foi abusada sexualmente por um membro da família, reforçando, assim, a imagem negativa que ela tinha de si mesma. O abuso fez com que Candia desenvolvesse um sintoma comum nas vítimas de violência sexual, que é a ideia de “culpa” pelo ocorrido.

“Eu provoquei isso? O que eu fiz? O que houve em mim que fez com que isso acontecesse?”, pensava ela. “Eu queria alguém que pudesse colocar seus braços em volta de mim e me segurar. Mas isso não aconteceu. Eu estava muito solitária, mas sabia que ia acabar”.

Busca por aceitação

Frustrada com um casamento que não havia dado certo já aos 18 anos, Candia continuava se sentindo vazia e carente de acolhimento afetivo. Isso fez com que ela ouvisse os conselhos de um amigo para ir trabalhar como streeper.

“Houve aplausos, houve todo tipo de comentários agradáveis”, disse ela, lembrando de como isso lhe pareceu bom, pois lhe dava a sensação de aceitação e valor que ela tanto desejava.

“Eles me queriam. Você pode imaginar não apenas uma pessoa, mas várias pessoas ao mesmo tempo te aplaudindo? Eles gostavam de mim”, destaca ela.

Vazio existencial

Candia se casou três vezes, fez 80 filmes adultos e atuou como acompanhante de luxo. Ela viajava o mundo com pessoas famosas e isso lhe deu algumas conquistas materiais, menos a coisa mais importante para o ser humano: uma vida com Deus!

“Eu tinha tudo que dizia querer, o que me faltava? Eu tinha feito tudo o que havia para fazer nos filmes. Eu tinha feito tudo o que havia para fazer nos clubes, eu tinha feito tudo o que havia para que eu tivesse segurança. Mas, eu não conseguia mais me olhar no espelho”, disse ela.

Por fim, após muito sofrimento, um aborto e o vício em cocaína aos 30 anos, Candia chegou na conclusão de que emocionalmente continuava sendo a mesma adolescente carente de amor, atenção e acolhimento, foi quando percebeu a sua necessidade de  Deus.

“Não havia mais nada a não ser Deus”, disse ela. “Eu estava tão desapontada comigo mesma”. Após isso ela foi para uma igreja, levada por duas irmãs. Largou a indústria pornográfica e iniciou uma nova caminhada ao lado de Cristo.

“Eu sempre fui muito tímida e ele havia acabado de me perdoar. Jesus preencheu esse vazio que havia dentro de mim. Ele é o único que preencheu esse vazio para mim. Há um Deus, Ele ama você. Ele quer ter um relacionamento pessoal com você”, conclui ela. Assista em inglês:

Assine o Canal



Fonte: Gospel Mais

Aplicativo Resenha no Radio

Rádio, Versículo do Dia, Promoções, Enquetes, prêmios e muito mais.

gosta de ouvir rádios? app grátis

Copyright 2019 © Gospel Planet