Conecte-se

Ex-dependente químico, locutor tentou o suicídio e hoje vive para Deus

A luta contra o abuso de drogas é uma realidade na vida de muitas pessoas, e isso independe de classe social ou mesmo de certos cuidados familiares. No caso do locutor Luís Ibarra Alvarado, que hoje é um ex-dependente químico, essa verdade também foi acompanhada por uma tentativa de suicídio.

Luís Ibarra Alvarado foi educado por sua mãe desde os 11 anos no caminho da fé em Deus, dentro da igreja. Até mesmo a escola que frequentava era religiosa, o que supostamente lhe daria uma “educação cristã”.

Todavia, a companhia de más amizades levou o jovem Luíz Ibarra para o caminho das drogas, seguindo o trajeto que muitos ex-dependentes químicos já conhecem muito bem: começando com bebidas alcoólicas, depois passando para a maconha e outras drogas mais pesadas, sucessivamente.

“Aos 18 anos, me casei, e quando completei 22 anos, eu e minha esposa fomos batizados”, disse o agora locutor, que hoje está com 59 anos, sendo a maior parte deles dedicados às drogas.

“Agora sou feliz porque o Senhor me transformou. Eu perdi 30 anos da minha vida metido nas drogas”, disse ele, lembrando de quando se afastou da igreja, mesmo sabendo que jamais deveria ter deixado o caminho do Senhor.

“Após quatro anos e meio de casamento, eu me afastei de Deus e voltei para as drogas. Depois de 23 anos, Deus voltou a me chamar. Era difícil deixar a maconha, a pasta básica, entre outras drogas; mas tinha que sobreviver. Então procurei um emprego”, contou.

Por muito tempo Luchito, como é conhecido no radialismo da TV Novo Tempo, passou a vender cursos de leitura rápida de casa em casa. Entretanto, nesse meio tempo o agora ex-dependente químico perdeu a sua esposa, pois ela não suportou o abuso de drogas do marido viciado.

A mudança na vida de Luíz Ibarra aconteceu quando ele passou novamente na frente da igreja e sentiu o Espírito Santo tocar seu coração. “Naquele momento, senti o chamado de Deus e lhe disse que voltaria”.

“Chegou o dia e me preparei para ir à casa de Deus. Quando cheguei, para minha grande surpresa, o sermão era sobre a parábola do filho pródigo. Senti que o pastor estava falando diretamente para mim, porque dizia o que estava acontecendo comigo”, contou Ibarra.

Luíz Ibarra já havia provocado uma overdose em si mesmo para morrer. Ele foi socorrido e levado ao hospital. No dia em que entrou na igreja novamente, percebeu que Deus havia lhe dado mais uma chance.

Desde então o ex-dependente químico não se desviou mais e hoje atua no programa “Anjos da Esperança”, da Rádio Novo Tempo em Quito, no Equador, para resgatar vidas com uma palavra fé e testemunho de superação através de Deus. Com informações: JM Notícias.

Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem