Conecte-se
Search

Feliciano celebra rejeição ao PT e apoio popular a Bolsonaro

O pastor Marco Feliciano (PODE-SP) acredita que o Brasil está muito próximo “da vitória que será um divisor de águas entre as trevas e a luz que iluminará nossa nação”. A declaração, em referência à liderança de Jair Bolsonaro (PSL) nas pesquisas de intenção de voto, foi feita em um artigo sobre a reta final do segundo turno.

O deputado federal reeleito entende que o Brasil vive um “momento de maior mobilização cívica que tomou conta de todo um povo, e também para onde se voltam os olhos de todo o mundo” por conta do maciço apoio ao candidato conservador.

“Vemos de um lado um partido derrocado, em uma vertiginosa queda: o Partido dos Trabalhadores. Porque não se trata apenas de uma eleição, mas de uma existência. O PT teve de abandonar suas bandeiras comunistas, a cor do vermelho sangue derramado pela miséria econômica e moral que se abateu no país. A apelação está sendo tanta que velhos militantes ateístas estão indo até as igrejas para orar por mais um bocado de fôlego. Tarde demais”, comentou o pastor.

Em tom sarcástico, Feliciano destacou que “até os aliados históricos do partido, como a família Gomes do Ceará, debandaram” do apoio ao PT. “Um foi em viagem para a Europa, o outro, o irmão Cid, fez declarações com tamanha franqueza que um inimigo não faria melhor”, pontuou, em referência às declarações do senador eleito pelo PDT, que garantiu que é “bem feito” que a esquerda tenha perdido a eleição.

“Do outro lado encontramos todo um povo unido num mesmo ideal conservador, com o ideário cristão, com a bandeira verde-amarela e, à frente, um homem que fez uma carreira política por quase 30 anos de forma impecável, sempre defendendo princípios coincidentes com o que aspira toda uma Nação que acordou de um pesadelo chamado PT. Esse homem deu literalmente a vida por seu objetivo declarado, em 2015, de mudar o Brasil. Ele é Jair Bolsonaro que, após 13 anos, traz Deus para o centro das discussões, acima de todos, como deve ser”, pontuou Feliciano.

A ideia de trazer um novo paradigma à política brasileira é algo que o pastor enxerga como “a luz que iluminará nossa Nação continente”. O artigo Rumo à Vitória, publicado pelo portal Pleno News, encerra com Feliciano “pedindo a Deus que permita que estas eleições transcorram com a paz que Jesus nos deixou, e que Ele derrame as mais suaves bênçãos celestiais sobre todo povo brasileiro”.

Marco Feliciano e Jair Bolsonaro mantém relação próxima desde que o pastor foi presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, em 2013



Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem