Graça – O favor imerecido de Deus para nós

Lembro-me dessa palavra de vez em quando, e de seus múltiplos significados. Graça, segundo pessoas mais experientes que eu, já que sou um pouco jovem, era uma forma de perguntar o nome de outra pessoa. A primeira vez que ouvi isso, achei graça, mas aí já é outro significado.

Quando alguém queria saber o nome do outro, dizia: “Qual é a sua graça?”. Mas, com certeza, não é esse sentido que queremos enfatizar aqui.

Percorrendo pelos caminhos da língua portuguesa, descobrimos que graça também pode ser “qualidade do que é engraçado”. Creio que as pessoas pensam muito nessa palavra com esse sentido, aliás, dizem que sou muito engraçado, ou seja, tenho muita graça, segundo alguns. Em alguns momentos, há pessoas que olham para mim e começam a rir sem que eu faça nada, é mole? Será que alguém acha que sou uma graça? Espere aí! Uma graça? Outro sentido dessa palavra.

Pois é, graça também pode ser “beleza, elegância”, mas não é meu forte.

Em Gênesis 6:8, lemos assim: “Noé, porém, achou graça aos olhos do Senhor”. Você já deve ter percebido que a palavra graça aqui não tem nada a ver com os significados ditos acima, mas significa o quê, então? No texto citado, significa “o favor imerecido que Deus concedeu a Noé”. Não entendeu? Vamos melhorar isso.

Gênesis 6 fala do descontentamento de Deus com o que estava acontecendo com a humanidade: “E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente. Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem sobre a terra e pesou-lhe em seu coração. E disse o Senhor: Destruirei o homem que criei de sobre a face da terra, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e até à ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito” (Gênesis 6:5-7).

A maldade do homem chegou a um nível insuportável ao Deus todo Santo, a ponto d’Ele decidir destruir toda a humanidade. Só que, nesse momento, encontramos um versículo que diz assim: “Noé, porém, achou graça aos olhos do Senhor” (Gênesis 6:8). O quê? Deus decidiu desviar a Sua ira de Noé, mostrar benevolência. Isso é graça.

É bom entendermos que graça é “um favor imerecido”, mas Noé alcançou esse favor por um motivo: “Noé andava com Deus” (Gênesis 6:9).

Yes! A coisa estava feia, o mundo estava totalmente corrompido, Deus não estava nada feliz com a humanidade, mas havia um homem que continuava fiel ao Senhor. Dá para perceber a situação? Será que isso nos faz pensar nos dias de hoje? Eu penso.

As coisas estão muito difíceis, complicadas, o mundo está podre, Satanás está fazendo a festa e as pessoas não estão notando. A maldade está aumentando de uma forma rápida e intensa, mas a graça de Deus nos garante uma vida melhor. Como? Se andarmos com Ele, seremos salvos: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus” (Efésios 2:8).

Se andarmos com Deus, tal como Noé, seremos protegidos. É a graça de Deus que nos garante. Não importa o quanto o mundo está longe de Deus, não importa o quanto Deus está triste com o comportamento das pessoas que não querem saber d’Ele. Podemos andar com Ele mesmo nas circunstâncias mais adversas e Sua graça nos dará a vida.

Graça!



Fonte: Gospel Mais