Conecte-se
Search

História de Débora e Baraque na Bíblia

Débora foi à quarta juíza em Israel e profetisa de Deus. Ela juntamente com Baraque lutaram pelo povo de Israel contra seus opressores. A história de Débora e Baraque serve de grande exemplo para nós e vamos conhece-la neste estudo bíblico.

Antes de Débora foram juízes em Israel Otniel, Eúde e Sangar. Débora juntamente com Baraque liderou os israelitas na guerra contra o rei de Canaã. Débora convocou o povo de Israel para a batalha e profetizou vitória sobre um grande exército.

Naquele tempo Israel não tinha um rei, o povo era liderado por juízes ou autoridades usadas por Deus. Essas pessoas eram influentes e tornavam-se lideres militares.

Depois da morte de Eúde, os israelitas mais uma vez tinham se desviado de Deus. Então o Senhor entregou o povo nas mãos de Jabim, o rei de Canaã (Juizes 4:1-2). O povo então clamou ao Senhor, dizendo que eles já haviam sido oprimidos durante vinte anos pelo rei Jabim.

Nesse período Israel era liderado por Débora, a mulher de Lapidote. Ela era profetisa que atendia debaixo de uma palmeira, que ficava entre Ramá e Betel na região de Efraim. Débora era procurada pelos israelitas para que ela julgasse e decidisse as suas questões.

Débora e Baraque na batalha contra o rei Jabim

Débora mandou chamar Baraque, filho de Abinoão. Ele era líder militar da tribo de Naftali, e viveu nos tempos em que juízes comandavam em Israel.

Quando Baraque chegou Débora lhe disse: “Porventura, o SENHOR, Deus de Israel, não deu ordem, dizendo: Vai, e leva gente ao monte Tabor, e toma contigo dez mil homens dos filhos de Naftali e dos filhos de Zebulom? E farei ir a ti para o ribeiro Quisom a Sísera, comandante do exército de Jabim, com os seus carros e as suas tropas; e o darei nas tuas mãos” (Juizes 4:6-7).

Então Baraque respondeu, dizendo: “Se fores comigo, eu irei; porém, se não fores comigo, eu não irei”.

Débora aceitou o pedido de Baraque, porem o alertou dizendo que seria uma mulher que iria matar Sísera o comandante do exercito inimigo. Então eles juntaram os dez mil e foram para a batalha.

Quando Sísera soube que Baraque tinha subido o monte Tabor, reuniu seus noventa carros de guerra e seus soldados. O exército do rei Jabim era muito forte; seu exercito tinha muitos carros, o que lhe dava grande vantagem sobre os israelitas.

A vitória de Débora e Baraque

Débora então chamou Baraque e lhe disse: “Vá! Pois este é o dia em que o Senhor entregou Sísera o comandante em suas mãos. O Senhor Deus está indo a sua frente!”.

Baraque desceu o monte Tabor, seguido por seus dez mil homens. Conforme ele ia avançando o Senhor ia derrotando todos os carros e o exercito de Sísera. Todos caíram ao fio da espada, e não sobrou um só homem. Sísera, porem fugiu a pé (Juizes 4:14-15).

Sísera fugiu da batalha e foi para a tenda de Jael, mulher do quenel Héber. Ela chamou o comandante para dentro de sua tenda e disse que ele estava seguro. Ele então pediu à mulher que ficasse na porta da tenda vigiando, e se alguém passasse por ali, ela deveria dizer que não havia ninguém dentro da tenda.

Entretanto, Jael esperou Sísera dormir, e enquanto ele dormia profundamente, a mulher pegou uma estaca da tenda e um martelo e se aproximou silenciosamente. Ela então cravou a estaca em sua testa até penetrar o chão, e ele morreu.

Baraque foi até a tenda de Jael, e quando chegou, a mulher lhe mostrou Sísera morto (Juízes 4:21-22).

Jabim não conseguiu se recuperar da derrota e acabou sendo destruído. Após a vitória, Débora e Baraque cantaram a Deus em agradecimento. Depois houve paz em Israel durante quarenta anos.

Veja também:

Fonte: Esboço de Pregação

Picture of Administrador

Administrador

Deixe sua mensagem