Conecte-se
Search

Informação de que Asia Bibi teria deixado o país é “falsa”, diz porta-voz do Paquistão

Segundo informações do Ministério das Relações Exteriores divulgadas à agência AFP nesta quinta-feira (8), a informação de que a cristã Aasiya Noreen, mais conhecida como Asia Bibi, teria pego um avião e estaria saindo do país para um lugar mais seguro é falsa.

“Ela continua no Paquistão”, disse o porta-voz do Governo, Muhammad Faisal. A notícia é um banho de água fria na esperança de que Bibi, marido e mais cinco filhos estariam finalmente saindo da República Islâmica do Paquistão, em direção a um país mais seguro.

O motivo da preocupação é devido ao risco de vida que Bibi e sua família ainda correm no país, uma vez que grupos muçulmanos mais radicais não aceitaram a decisão da Suprema Corte do país de inocentar a cristã e colocá-la em liberdade.

Em uma entrevista para a agência DW, o marido de Bibi, Ashiq Masih, falou dos temores que a família tem sentido, especialmente após o Governo paquistanês ter feito um acordo com os muçulmanos radicais, para que Bibi não saia do país.

“O acordo causou um arrepio na espinha”, disse Masih. “Minha família está assustada, meus parentes estão assustados e meus amigos também estão assustados”.

Masih explicou que a decisão judicial foi muito bem fundamentada nos fatos, decidindo pela inocência e libertação de Bibi, não deixando margem alguma para qualquer revisão ou acordo.

Todavia, o acordo do Governo com os grupos radicais, na verdade, foi uma forma de tentar acabar a onda de manifestações que pediam a morte da cristã por enforcamento. O problema, no entanto, é que a intenção dos extremistas é fazer com que a cristã permaneça no país para poder assassina-la.

“Este acordo nunca deveria ter sido atingido”, disse Masih. “Os três juízes entregaram o veredicto depois de levar em conta todos os aspectos do caso, analisando todos os fatores, estudando as contradições e baseando tudo em fatos. Portanto, o governo não deveria ter chegado a tal acordo”.

“Minha esposa, Asia Bibi, já sofreu muito. Ela passou dez anos na cadeia. O veredicto do Supremo Tribunal criou um raio de esperança”, disse o esposo, explicando que para minimizar os riscos de atentado, eles mudam de local frequentemente, procurando por segurança.

“A situação atual é muito perigosa para nós. Não temos segurança e estamos nos escondendo aqui e ali, freqüentemente mudando nossa localização”, conclui Masih. Com informações: G1.



Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem