‘Inimigo sabia que Deus tinha planos’ diz esposa de pastor que se suicidou

A esposa do pastor Andrew Stoecklein, da Igreja de Inland Hills (IHC), na cidade de Chino, Califórnia (EUA), fez um desabafo em sua rede social, falando um pouco sobre a morte do marido, que no último dia 25 desse mês decidiu tirar a própria vida após lutar durante anos contra a depressão e a ansiedade.

“Você estava certo o tempo todo. Eu realmente não entendi a profundidade da sua depressão e ansiedade”, escreveu Kayla Stoecklein, explicando que não havia imaginado o tamanho da luta emocional pela qual o marido atravessava.

Na carta que escreveu se dirigindo ao marido, ela disse que gostaria de “ter feito diferente”, reforçando o quanto Stoecklein era especial. “Eu gostaria de ter mais uma chance de te abraçar e chorar com você e te encorajar. Eu gostaria que você pudesse ver o derramamento de amor de pessoas de todo o mundo que foram impactadas por sua história”, disse ela.

Kayla, no entanto, destaca que havia uma batalha espiritual envolvendo a vida do esposo. “Eu não entendia quão real e implacável os ataques espirituais eram. A dor, o medo e o tumulto com que você deve lidar todos os dias são inimagináveis.”, disse ela.

A esposa de Andrew Stoecklein sugere que a depressão do marido foi consequência da luta espiritual que o marido travava com o inimigo, onde a intenção de satanás foi impedir que ele continuasse fazendo a obra no Reino de Deus.

“O inimigo sabia que Deus tinha grandes planos para a sua vida. O inimigo viu como Deus estava usando seus dons, habilidades e estilo de ensino único para alcançar milhares de vidas para ele”, escreveu ela.

“O inimigo o odiava e ele perseguia você incessantemente, insultando-o e torturando-o de maneira que você não conseguia expressar para ninguém”, acrescenta Kayla, destacando que apesar de continuar apaixonada pelo marido e desejar estar perto dele, agora a sua responsabilidade é cuidar dos três filhos.

“Eu gostaria de estar aí com você, celebrando nas ruas de ouro. Mas por enquanto continuarei a viver para você. Eu vou criar nossos filhos para serem homens de Deus, assim como você era”, destaca, segundo informações da emissora CBN News.

O suicídio de Andrew Stoecklein foi um choque para sua igreja e também para muitos líderes e pastores cristãos. Seu caso chama atenção para a importância do cuidado pastoral entre os pastores, que muitas vezes se sentem solitários e sem ter com quem desabafar.



Fonte: Gospel Mais