Jornalista Ricardo Boechat morre, aos 66 anos, em queda de helicóptero

Ricardo Boechat (Reprodução)

Ricardo Boechat (Reprodução)


São Paulo – Morreu no início da tarde desta segunda-feira (11), o ícone do jornalismo brasileiro, Ricardo Eugênio Boechat, de 66 anos de idade. Ele estava no helicóptero que caiu na alça de acesso do Rodoanel para a Rodovia Anhnaguera, na zona Oeste de São Paulo.

A aeronave caiu e bateu na parte dianteira de um caminhão que transitava pela via. O piloto e o jornalista morrem carbonizados no acidente. Segundo o Corpo de Bombeiros (CB), uma terceira vítima – condutor do caminhão – foi resgatada pelo serviço da concessionária que administra a via e encaminhada ao hospital.

Foram enviadas ao menos 11 viaturas para o local. A Polícia Rodoviária Estadual informou que a alça de acesso do Rodoanel à Rodovia Anhanguera precisou ser interditada. Já a rodovia não teve bloqueio.

Investigadores do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA IV), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), começaram a investigação, que chamam de “ação inicial da ocorrência envolvendo a aeronave de matrícula PT-HPG”.

Boechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e colunista da revista “IstoÉ”. Ele também trabalhou nos jornais “O Globo”, “O Dia”, “O Estado de S. Paulo” e “Jornal do Brasil” e foi comentarista no Bom Dia Brasil, da TV Globo.

O jornalista ganhou três prêmios Esso e o único jornalista a vencer em três categorias do Prêmio Comunique-se (Âncora de Rádio, Colunista de Notícia e Âncora de TV).

*com informações de Agências





Fonte: Fuxico Gospel