Conecte-se
Search

Mais de 400 soldados se convertem após ação evangelística de fuzileiro aposentado

Soldados ativos em serviço passam por treinamento rigoroso para poderem lutar nas linhas de frente de combate, mas apesar desse treinamento físico, seu bem estar espiritual é muitas vezes esquecido e eles podem sofrer em silêncio com coisas como transtorno de estresse pós-traumático, ansiedade e depressão, resultantes dos campos de guerra.

No entanto, uma organização sem fins lucrativos está ajudando os soldados nos EUA, envolvendo-os em esportes radicais, para compartilhar a mensagem de que a verdadeira liberdade e cura podem ser encontradas em Cristo.

O projeto ‘Soul Survivor Outdoor’ organiza eventos gratuitos de aventura ao ar livre, como paraquedismo, escalada, rapel e navegação, para alcançar militares, veteranos e suas famílias.

“Você atrai as pessoas para perto de uma rocha ou de uma montanha e as desafia de maneiras que não estão sendo desafiadas em um ambiente de escritório, quando estão fazendo uma rotina diária normal”, disse Rick Wolf à CBN News.

Wolf é um militar cristão da reserva (aposentado) da Marinha e fundador do projeto ‘Soul Survivor Outdoor’.
  
Ele começou o programa depois de descobrir que soldados de combate enviados retornariam para casa, lutando contra problemas sérios como Transtorno de Estresse Pós-traumático, suicídio e abuso de drogas.

“Quer estejamos falando sobre a população veterana ou a população ativa, sabemos que, estatisticamente, as taxas de suicídio não estão diminuindo”, explicou ele. “Depressão, ansiedade … essas coisas são bastante significativas na sociedade em geral e as forças armadas também são parte desse cenário”.

Wolf disse que, embora existam programas para ajudar os veteranos e até mesmo soldados da ativa que lidam com esses problemas, a maioria não trata as causas em sua raiz.
    
“Como cristãos, sabemos que a verdadeira resposta é Jesus Cristo”, acrescentou.
  
Então, Wolf os leva do solo para o ar ou ao topo de uma montanha para lidar com questões reais e levá-los ao Senhor.

A mensagem que ele compartilha se concentra em encontrar sua identidade em Cristo e soa alto e claro no coração desses guerreiros.
    
“Seu valor como ser humano, seja militar ou em outro lugar, é intrínseco porque vem de seu Criador e não de sua carreira, seu status, seu telefone ou qualquer outra coisa, mas você realmente tem valor”, explicou Wolf.
 
Até o momento, mais de 5.000 soldados da ativa já participaram de eventos da Soul Survivor Outdoor, e somente no ano passado, 400 soldados entregaram suas vidas a Cristo.

Wolf acredita que a Igreja está perdendo a oportunidade de evangelizar os soldados.

“Quem mais merece ter a oportunidade de receber o Evangelho de Jesus Cristo do que essa pessoa que tem a ideia, e talvez eles nem saibam de onde ela ela vem, que não há amor maior que o de alguém que dá a vida por um amigo”, ele disse.

Enquanto 165 mil soldados americanos da ativa foram empregados em mais de 150 países este ano, Wolf celebra a participação dos 5 mil oficiais, mas diz que sua organização só começou a arranhar a superfície.



Fonte: Guia me

Deixe sua mensagem