Conecte-se
Search

Malafaia defende ensino do hino nacional nas escolas e critica jornalistas

O pastor Silas Malafaia, líder da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, fez uma gravação nesta quarta-feira (27) para expressar sua opinião acerca da polêmica envolvendo o ministro da Educação, Ricardo Vélez, que esta semana autorizou o envio de uma carta para as escolas do país pedindo que os alunos cantem o hino nacional e o ato seja gravado em vídeo.

“Qual é o problema de se querer ensinar o hino nacional nas escolas do Brasil?”, pergunta Malafaia, reconhecendo em seguida que o ministro da Educação errou ao enviar o pedido com o slogan de campanha do presidente Jair Bolsonaro.

“Claro, o ministro cometeu uma burrada do tamanho de um bonde ao botar o slogan da campanha de Jair Bolsonaro em documentos enviados às escolas. Ele cometeu um erro, pediu desculpas e acabou”, disse o pastor.

Malafaia então fez comparação com outros casos envolvendo crianças nas escolas, onde aparecem em vídeos praticando danças eróticas, aprendendo sobre sexo e outros conteúdos impróprio para menores, mas que não tiveram a mesma repercussão e denúncias por parte da grande mídia.

“Agora eu acho interessante que colunistas famosos de jornal critiquem [o pedido do governo] por causa do regime militar. Eu não vi nenhum desses colunistas famosos falarem da erotização de crianças em escolas”, disparou Malafaia.

Por fim, o pastor explicou a importância de se ensinar o patriotismo para os alunos através do hino nacional, dizendo que essa prática faz parte de qualquer nação civilizada e que até hoje muitas escolas, especialmente particulares, ainda mantém esse costume.

“Não há nenhum problema. Temos que ensinar patriotismo à criança, para a criança amar a pátria e saber o que tem valor numa sociedade hedonista em que só vale o prazer”, observa o pastor.

“Numa sociedade que quer deturpar crianças com educação sexual, esses jornalistas são inescrupulosos de querer criticar porque o ministro enviou documentos para as escolas cantarem o Hino Nacional”, conclui. Assista no vídeo abaixo:

Assine o Canal



Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem