Malafaia evidencia violência da esquerda que culminou em atentado

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O discurso de violência adotado pela esquerda brasileira ao longo dos anos é amplamente negado pelos adeptos dessa corrente ideológica, e com o crescimento da liderança de Jair Bolsonaro (PSL) nas pesquisas de intenção de votos, cresceu também as acusações contra o candidato conservador de incitação ao ódio.

O pastor Silas Malafaia, um dos principais apoiadores da candidatura de Bolsonaro, publicou um vídeo resgatando a incitação à violência por parte de representantes da esquerda, citando a apologia à “rebelião e desobediência civil” feita pelo senador Lindbergh Farias (PT), o “derramamento de sangue” da deputada federal Benedita da Silva (PT) – declaradamente evangélica – e a agressão de Ciro Gomes (PDT) a Arthur Moledo (DEM), youtuber do canal Mamãe Falei e candidato a deputado estadual em São Paulo.

“Bolsonaro quem incita ódio e violência, ou são os esquerdopatas, a esquerda brasileira? Acusam Bolsonaro de incitar o ódio porque ele fala em combate a criminoso e porque ele acredita que a população deve estar armada para se defender. É isso que é incitar ódio?”, questionou o pastor, antes de mostrar as cenas de incentivo à violência de representantes da esquerda.

“Minha gente, tem muito mais vídeo da violência da esquerda. É Bolsonaro que é violento? Cuspiram nele, não reagiu. Tacaram ovo nele, não reagiu. Jogaram purpurina nele, não reagiu. E olha o que fizeram com ele aí, olha a facada que ele ganhou. E foi um esquerdopata”, comentou, mencionando o atentado ocorrido em Juiz de Fora (MG).

Relembrando sua visita ao candidato no hospital Albert Einstein, Malafaia disse que “a faca entrou 15 centímetros” e Bolsonaro “só não morreu por bondade de Deus”.

“E ele é que é o violento… Cara casado, tem mulher, tem filha. Uma coisa difícil: até a ex-mulher dele tá fazendo propaganda para ele. E ele é que é violento? Porque ele falou uns impropérios para a deputada [Maria do Rosário – PT] que chamou ele de estuprador? Vamos acordar, gente”, salientou Malafaia.

“A revolução que mais matou gente nesse mundo foi a revolução dos esquerdopatas. Na União Soviética, 40 milhões; na China, 70 milhões. Vai numa universidade federal para ver a intolerância que é. Eles não aceitam nenhuma opinião contrária, estão sendo manipulados por esses professores da esquerda. Vamos dar um basta nisso, vamos varrer essa ideologia de esquerda pelo viés legal, que é o voto”, incentivou. “Dia 07/10 vamos dar um basta nisso tudo e eleger Bolsonaro no primeiro turno”.

Assista:

Assine o Canal



Fonte: Gospel Mais

Administrador

Administrador

Deixe sua mensagem

ouça a melhor rádio do brasil no seu celular

Portal de comunicação com foco na informação e divulgação de costumes cristãos

Copyright 2021 © Gospel Planet