Marco Feliciano homenageia Clodovil em semana de 10 anos de sua morte

O Pastor e deputado federal Marco Feliciano prestou uma homenagem ao apresentado Clodovil Hernandez.Ele relembrou sua contribuição ao país,na semana em que completam 10 anos de sua morte.Marco relembrou que o artista foi o primeiro homossexual assumido a se eleito para deputado federal.

Feliciano chamou o apresentador de “Minoria da minoria” porque apesar de sua opção sexual ser declarada ele não aderiu ao movimento LGBT.Ao contrário,segundo afirmou o pastor,Clodovil “foi rechaçado dos movimentos LGBT” por conta de sua opinião formada.

Clodovil Hernandez falava abertamente sobre o seu pensamento e era contra a parada Gay e declarou não ter nenhum orgulho de ser gay e sim,de quem ele se formou durante a vida.O apresentador também era contrário ao casamento entre duas pessoas do mesmo sexo.Clodovil acreditava que o casamento era direito de duas pessoas de sexos diferentes na condição ou possibilidade de gerar uma vida.

Marco Feliciano mostrou a camisa que ganhou de presente que continha as inscrições “Clodovil Presente”. O deputado destacou que Clodovil foi um dos maiores exemplos de que uma pessoa pode ter um viés ideológico diferente e ainda assim dialogar com civilidade.

Marco Feliciano reclamou que os movimentos Pro-LGBT,muito privilegiado na comissão de Direitos Humanos, não apontam Clodovil como homem Brilhante que foi.Ele pediu que se registrassem nos anais da casa a lembrança e pediu que o Brasil se lembrasse de toda a trajetória excepciona que ele teve enquanto estilista formador de opinião e também político no Brasil.

Clodovil Hernandez foi um dos maiores estilitas que o Brasil teve e também um dos mais polêmicos apresentadores de televisão.Ele que mantinha um programa vespertino na Rede TV fez muita polêmica ao falar o que pensava.Sua identificação com as camadas populares foi tanta que ele candidatou -se a deputado federal e ganhou com folga,sendo o terceiro deputado mais votado do Brasil em 2006.Ele morreu em março de 2009 aos 71 anos.



Fonte: Gospel Geral