Conecte-se

Menino de 8 anos que foi queimado em ataque ora por terroristas no hospital

Milhares de cristãos foram forçados a deixar seus lares depois que 500 jihadistas da etnia Fulani atacaram as áreas de Barkin Ladi e Jos do Sul, no estado de Plateau, na Nigéria. Enquanto centenas foram mortos, os sobreviventes estão sendo fortalecidos por sua fé.

Os ataques, que foram realizados entre os dias 23 e 24 de junho, resultaram em mais de 200 mortos e 10 mil deslocadas de suas casas e aldeias. Um dos cristãos afetados pelo ato terrorista é Dalo, de apenas 8 anos de idade.

Todos na sua família foram mortos no ataque e Dalo sofreu queimaduras de segundo grau na maior parte de seu corpo. A história do garoto foi conhecida depois que a equipe da organização missionária A Voz dos Mártires foi ao hospital para incentivar e ajudar os feridos.

“A enfermeira do Dalo disse que ele chegou no hospital orando e continuou em oração. Dalo está orando para que Deus venha curá-lo e está orando pelos outros feridos nos ataques também”, relata a organização.

A equipe da Voz dos Mártires ainda observou que “Dalo também está pedindo a Deus para perdoar seus agressores”.

O movimento Fulani, constituído por pastores agrícolas que foram radicalizados pelo extremismo islâmico, reivindicou a autoria dos ataques e prometeu que haveria mais.

“Nossos homens estão esperando. Estamos ansiosos para lutar”, declarou o grupo, que prometeu lutar contra todos aqueles “que levantam suas vozes contra nós e contra Alá”.

A Voz dos Mártires está fornecendo ajuda para as vítimas dos recentes ataques, promovendo cuidados médicos para aqueles que, como Dalo, ficaram feridos. Os missionários estão atualmente ajudando mais de 1.300 famílias cristãs que fugiram de suas casas, distribuindo colchonetes, alimentos e mosquiteiros.

Genocídio na Nigéria

Mais de 1.750 cristãos e outros não-muçulmanos foram mortos por terroristas islâmicos na Nigéria desde janeiro de 2018, de acordo com dados divulgados pela Sociedade Internacional pelas Liberdades Civis e Estado de Direito (Intersociety).

Além disso, nos últimos três anos, mais de 8.800 cristãos foram alvejados e mortos na por forças de segurança nigerianas, muçulmanos radicais xiitas, pastores da etnia fulani e militantes do Boko Haram.

Em meio ao massacre classificado como “genocídio” por líderes cristãos da Nigéria, mais de 6 mil pessoas foram mortas por pastores fulani desde janeiro, a maioria mulheres, crianças e idosos.

“O que está acontecendo no estado de Plateau e outros estados na Nigéria é puro genocídio e deve ser interrompido imediatamente”, declarou em nota a Associação Cristã da Nigéria.



Fonte: Guia me

Deixe sua mensagem

CENTENAS DE RÁDIOS DE TODO BRASIL NO SEU CELULAR

Portal de comunicação com foco na informação e divulgação de costumes cristãos

Copyright 2021 © Gospel Planet