Conecte-se

Missionário testemunha batismos de ex-muçulmanos no Oriente Médio

Samuel faz parte da organização Redemptive Stories. Recentemente, ele teve a oportunidade não apenas de testemunhar, mas de celebrar o batismo cristão de dois ex-muçulmanos no Oriente Médio, algo de grande significado não só no âmbito da doutrina cristã, mas também no contexto político-religioso da região.

Os dois ex-muçulmanos foram batizados no pátio da casa de um amigo responsável pelo discipulado deles nos últimos quatro anos. Para isso, utilizaram uma piscina inflável e Samuel estava lá para fazer parte daquele momento.

“Foi tão alegre ver a alegria deles em seguir em obediência no batismo, contar suas histórias”, contou o missionário, lembrando do momento antes do batismo, quando os ex-muçulmanos contaram seus testemunhos e fizeram orações com o grupo de cristãos.

“Um havia perdido sua esposa. Por causa da sua fé, sua esposa havia se divorciado dele. O outro, sua esposa havia aceitado ele e sua fé, mas ainda assim, ainda havia lutas nesse relacionamento com ela. Ele confessou que está apenas implorando por oração por esse motivo”, disse Samuel.

Samuel destacou o quanto esse ato de batismo custou para a vida dos ex-muçulmanos no aspecto social. Mesmo assim eles se mantiveram focados em seguir a Cristo. “Foi uma bela história eles contando o custo de seguir a Cristo, sabendo que seria difícil, mas ainda assim, cientes de que o próprio Cristo vale a pena.”, disse ele.

O missionário também ressaltou a importância do batismo no contexto do Oriente Médio. Se a conversão de muçulmanos ao cristianismo já é algo arriscado, se batizar, então, torna isso ainda pior, visto que é como uma declaração pública de fé no Messias prometido aos judeus.

Entretanto, segundo Samuel, os ex-muçulmanos entenderam que o islamismo tem se mostrado, por conta própria, incoerente com o amor de Deus, dado os últimos acontecimentos, em particular, promovidos pelo Estado Islâmico (ISIS), que apesar de classificado como grupo terrorista no mundo ocidental, é interpretado também como um segmento religioso no Oriente Médio.

“Eu acho que depois do que aconteceu com o ISIS em seu país e em países ao seu redor, o que aconteceu é que eles viram os fracassos do Islã”, disse o missionário, se referindo também à desarticulação do grupo (derrota) nos últimos meses, conforme anunciado pelo governo dos Estados Unidos.

“Eles viram o quebrantamento sistêmico do Islã. E então, eles estão fazendo perguntas, estão fazendo perguntas teológicas profundas que criaram oportunidades para o evangelho ir adiante”, disse Samuel, segundo o Mission Network News.

Por fim, o missionário pede que os cristãos de todo mundo intercedam pela vida dos ex-muçulmanos. “Estes são cristãos que estão trabalhando fielmente nessas comunidades para compartilhar sua fé com seus vizinhos muçulmanos. E então, ore por eles. Ore para que sejam fiéis e frutíferos”, conclui Samuel.



Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem