“Nesta prisão, a calma chegou graças à Bíblia e aos pastores”, diz jornal

28

Um dos ambientes onde qualquer pessoa, religiosa ou não, pode observar de modo irrefutável o agir de Deus mediante a pregação do Evangelho é nos presídios, como o de San Francisco Gotera, em Morazán, El Salvador, que abriga membros de algumas das mais perigosas gangues do mundo, em um país considerado o segundo mais violento da América Latina.

Cerca de três anos atrás, um pequeno grupo de detentos resolveu ler a Bíblia juntos. Esse foi o início da transformação de uma cadeia em local de culto permanente, onde incríveis 1.600 detentos já entregaram suas vidas para Deus, segundo informações do jornal espanhol El País.

“Nesta prisão, a calma chegou graças à Bíblia e aos pastores que realizaram vários milagres”, diz o artigo. “Não há violência, tudo está perfeitamente limpo e em ordem, os prisioneiros se tratam com respeito. E algo que era impensável antes da conversão deles: gangues moram juntas no mesmo lugar”.

A transformação parece inacreditável, mas é real graças ao Espírito Santo de Deus. Centenas de presos, anteriormente inimigos mortais, condenados por crimes de assassinato, estupro, roubo e agressão, se reúnem diariamente no pátio do presídio para louvar e aprender sobre a Bíblia.

Presos louvando a Deus no pátio de Gotera, El Salvador

 

“Percebi que estava matando e defendendo ruas que não me pertenciam, mas sim a Jesus”, diz Jorge Stanley, de 27 anos, condenado a 97 anos de prisão por vários crimes. Ele é apenas um das centenas de presos que entregaram suas vidas para Cristo.

“Sentimo-nos livres, quando Cristo abre o seu coração não há como voltar atrás”, disse outro detento, Daniel Méndez, ex-membro da gangue Salvatrucha, uma das mais perigosas das Américas.

A mudança foi tão radical que não se tornou notável apenas na vida pessoal dos prisioneiros, mas em toda organização da cadeia, reconhece o El país. Detentos que antes não podiam se cruzar por conta da rivalidade entre gangues, agora cultuam juntos a Deus e contribuem para a organização do presídio.

Sem dúvida este é um marco possível apenas mediante a pregação do Evangelho de Jesus Cristo, pois nada é capaz de transformar, e em pouco tempo, um local tão sombrio e violento em uma igreja superlotada de ex-criminosos.



Fonte: Gospel Mais