O que eu não creio (Glynnis Witwer)

“E sede cumpridores da Palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos.” (Tiago 1:22)

 

Todos os pais sabem a frustração que é avisar a criança contra alguma coisa… Apenas para vê-la caminhando diretamente para o problema, e sofrer as consequências. “Eu te avisei” não traz tanto prazer quanto parece.

 

Quando meu filho mais velho começou a dirigir, ele decidiu que os “limites de velocidade” eram “sugestões de velocidade”. Amigos disseram a ele o quanto acima do limite ele poderia dirigir sem ganhar uma multa, e ele “empurrou-os” para além disso. A polícia, entretanto, tem uma visão diferente das regras. E meu filho aprendeu que os poucos minutos de velocidade e a descarga de adrenalina não compensavam o custo da multa.

Meu filho enganou-se. Ele disse para si mesmo que as regras não se aplicavam a ele. E por um tempo ele fugiu delas. Mas eventualmente ele deparou-se com as consequências.

 

Eu não sou muito diferente. Tenho sido culpada de fazer as mesmas coisas, só que não com regras de trânsito. Eu tenho lido a Bíblia e decidido quais partes da Palavra de Deus que não se aplicam a mim. Eu não poderia estar mais errada!

 

Eu cresci frequentando a Igreja fielmente e fui ensinada na Bíblia. Mas havia partes e pedaços que eu ignorava porque não pareciam relevantes. Como honrar e submeter-se ao marido (Colossenses 3:18). Ou realmente perdoar alguém que me ofendeu (Mateus 6:14-15). Ou permanecer longe de horóscopos (Isaías 47:12-14). Não é que eu bati o pé e exigi fazer tudo da minha própria maneira. Eu simplesmente ignorei os ensinos de Deus, e silenciosamente fui criando uma fé baseada em minhas próprias opiniões e crenças. Basicamente eu criei um Evangelho segundo Glynnis.

 

Não é tentador definir Deus pelo seu próprio entendimento? É tão simples dizer “Deus nunca faria…” e então completar a frase com o modo como nós achamos que Ele deveria comportar-se. Ao invés de confrontar nossas crenças com os conselhos das Escrituras, nós criamos um Deus totalmente seguro e não ameaçador. Nós trazemos Deus para o nosso nível, e nos esquecemos de Sua Santidade.

 

Tiago 1:22 diz que nós enganamos a nós mesmos quando nós ouvimos mas não obedecemos a Palavra de Deus. Eu não sei você, mas eu não quero ser enganada – nem por mim mesma.

 

Então o que mudou para mim? Eu fui honesta e admiti esta tendência de seguir pelo meu próprio caminho. Eu confessei que eu não confiava plenamente na sabedoria de Deus. Então eu decidi aceitar Deus do jeito que Ele é. Esta foi uma simples (nem sempre fácil) decisão de acreditar que o caráter de Deus é perfeito, que os caminhos dEle (não meus) são realmente o melhor para mim.

 

Escolher o que eu não quero acreditar é perigoso. Eu posso não ganhar uma multa, mas isto abre portas para consequências que levam anos para serem superadas. Mas escolher em Quem acreditar foi a escolha mais sábia que eu já fiz.

 

Oração:Querido Deus, Você é perfeito e santo em todos os Seus caminhos. Perdoe-me quando eu tento coloca-lO numa caixa, ou tento fazê-lO ser quem eu penso que Você deveria ser. Ajude-me a aceitar que eu não compreendo tudo deste lado do céu e que eu deveria apenas confiar no Senhor. Em nome de Jesus, amém.

 

Aplicação Prática: Nossa cultura quer que creiamos que confiança é relativa. Eu consigo identificar alguma verdade de Deus que tem sido comumente negada? De que maneira tenho sido pessoalmente beneficiado(a) por acreditar e obedecer alguma dura verdade de Deus?

Versículos de Apoio: II Timóteo 4:3 “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos…”

I Coríntios 2:3-5 “E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor. A minha linguagem e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria, mas em demonstração do Espírito de poder; para que a vossa fé não se apoiasse na sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.”

 

Fonte: christianity.com

Autora: Glynnis Witwer

Tradutora: Kátia Michele Jurk Avalos