A história de Joshua se confunde com a de milhares de homossexuais ao redor do mundo, onde conflitos de ordem emocional envolvendo a família estão na raiz do que muitos atualmente denominam como orientação sexual homoafetiva, desafiando em muitos aspectos o que a grande mídia estabelece como “politicamente correto” sobre o tema.

Com apenas 10 anos os pais de Joshua se divorciaram. Após se questionar bastante se teria culpa pelo ocorrido, ele foi morar com seu pai, a quem admirava muito. “Eu acho que meu pai definitivamente me dava a atenção que eu precisava quando criança”, disse ele, lembrando que antes da separação sua família vivia em paz.

“Fizemos muitas coisas juntos. Nós éramos uma boa família, pois eles me protegiam”, destaca. Entretanto, o pai de Joshua se casou novamente e teve um filho com a nova esposa. Desde então os conflitos emocionais com o pai tiveram início. Joshua não se sentia mais cuidado pelo pai e seu desejo de atenção não eram correspondidos.

“O que me levou à homossexualidade no ensino fundamental foi o fato de realmente me sentir rejeitado. Era a falta de relacionamento com meu pai. Então, comecei a buscar amor e satisfação em outros lugares e isso me fez sair com as pessoas erradas”, disse ele em uma reportagem para a CBN News.

Busca compulsiva por relacionamentos homossexuais e abuso de drogas

Joshua sentia a necessidade de se sentir acolhido afetivamente e começou a confundir tal condição com sua busca por satisfação sexual. Até então, ele não havia entendido que por trás dos seus desejos com outros homens havia uma criança à procura da atenção paterna.

Nunca saciado emocionalmente, Joshua mergulhou no mundo das drogas. Ansiedade e compulsão se transformaram um misto de confusão, angústia, euforia e tristeza, onde o uso da cocaína lhe dava a ilusão de poder enfrentar tudo sozinho, quando na verdade ele cada vez mais se afundava nos vícios.

“Foram muitas feridas e muitas cicatrizes por causa da rejeição. Então eu pensei que poderia fazer outras coisas para tentar apagar essa parte da minha vida”, disse ele, após ser expulso de casa. O pai de Joshua também não compreendeu o significado da homossexualidade do filho e, agindo por ignorância, o expulsou de casa.

Joshua então foi morar com a sua mãe, que também se casou novamente, mas com um diferencial importantíssimo: ela se tornou evangélica! Ela sentia que o filho não estava bem e disse que “tudo o que poderia fazer era orar por ele”.

De fato, assim como muitos, Joshua realmente sabia que havia algo anormal em sua vida. “Houve momentos em que eu sentia que estava errado e que não deveria fazer aquelas coisas, mas eu continuei a seguir meu caminho porque me dava satisfação”, disse ele. “Eu entregava meu corpo as pessoas para que pudesse tentar encontrar dinheiro e sustentar meus vícios. Eu desisti da esperança”.

A descoberta da AIDS

O coração endurecido de Joshua finalmente cedeu quando ele descobriu em 2009 que estava com o vírus HIV. Durante todo esse tempo, sua mãe continuou orando por ele, mas foi o choque de uma doença incurável que o fez despertar para a vida.

“Senti como se fosse o fim da minha vida. Não entendia bem o que era o HIV, mas sabia que minha vida estava marcada para sempre algo que mudou meu modo de viver. Eu estava completamente derrubado e sem esperança. Eu não sabia o que fazer”.

Antes disso Joshua havia saído da casa da sua mãe para morar em outra cidade. Sua intenção era ficar só, para que pudesse viver a sua sexualidade com total liberdade. Após o diagnóstico do HIV, no entanto, ele decidiu retornar para os braços da mãe e foi nesse momento que ela o convidou para ir a igreja.

“Nenhuma mãe gostaria de ouvir isso, mas ele era meu filho. Tinha que apoiá-lo”, lambra a sua mãe. Ir para a igreja com o coração aberto e a mente livre de preconceitos contra os cristãos, deu a oportunidade de Joshua ouvir uma pregação pela qual Deus mudou a sua vida completamente.

“Eu comecei a quebrar meu coração. Eu estava chorando e chorando e disse que precisava de Deus na minha vida mais do que nunca. Senti um amor irresistível do Pai, de Jesus que nunca senti na minha vida”, disse ele.

Às feridas provocadas pelos anos de rebeldia e o sentimento de culpa diante disso foram justificados pelo sangue de Cristo. “Eu sentia toda a vergonha e culpa sendo apagada. Senti o amor do Pai entrar e dizer que eu era uma nova criatura. ‘Você está novo, você é meu’. E eu aceitei Jesus, Ele mudou cada parte da minha vida”, conta Joshua.

“Eu acredito no poder da oração e você deve apenas continuar orando fervorosamente e Deus responderá suas orações se você for fiel a Ele”, conclui o rapaz. Assista o vídeo com seu testemunho clicando aqui.



Fonte: Gospel Mais

Radios Online de todo Brasil totalmente grátis!

Musicas, Pregações 24 horas, Mensagens, Prêmios e Muito mais…
Rádios separadas por estado, idiomas e você ainda pode selecionar as suas favoritas.

Instale agora

QUE TAL APRENDER SE DIVERTINDO GRÁTIS ???

Copyright 2019 © Gospel Planet