O Segredo da Alegria Permanente – Série: Segredos de Uma Vida Bem-Sucedida

9


Texto: “…que a minha alegria esteja em vocês, e a alegria de vocês seja completa” (João 15:11)

Introdução: Estas palavras foram ditas por nosso Senhor Jesus Cristo, e é muito importante que observemos quando Ele as pronunciou. Era um momento muito estranho para falar de alegria e regozijo, pois em pouco tempo Ele estaria na escuridão do Getsêmani, e logo depois disso Ele estaria enfrentando Seus acusadores e ouvindo as provocações e zombarias daqueles que O odiavam.

Sim, foi justamente antes de enfrentar as agonias do Calvário que Ele falou de “Minha alegria…”, e é muito significativo que, no que diz respeito aos registros das escrituras, esta é a única vez que Ele falou de Sua alegria.

Quão única deve ter sido a alegria do Senhor se ainda permanecia com Ele no tempo de tão grande provação e sofrimento! – e Seu desejo e provisão para nós (isto é, para todo crente), é que Sua alegria, que é tão diferente da alegria do mundo, deveria ser nossa alegria – “… que a minha alegria esteja em vocês, e a alegria de vocês seja completa”

1. A Alegria Cristã Deve Ser a Característica Predominante da Vida de Todo Cristão

Muitas vezes ficamos tristes, abatidos e desanimados; mas como cristãos devemos ser alegres em tudo – veja Filipenses 4:4 e 1 Tessalonicenses 5:16.

O A-a-Z da nossa experiência cristã deve ser marcado pela alegria:

A. alegria pela conversão (Atos 8:39);
B. alegria ao ler a Santa Palavra de Deus (Jeremias 15:16);
C. alegria em oração (João 16:24);
D. alegria no meio das provações (Tiago 1:2);
E. alegria ao sofrer (Atos 5:41);
F. alegria ao servir (2 Coríntios 1:24);
G. e alegria no final da jornada (Hebreus 12:22).

Se pertencemos ao Senhor, devemos sempre nos regozijar.

2. O Que, Então, é a Alegria Cristã, a Alegria Que Nós, Como Cristãos, Devemos Experimentar?

A. É a alegria de Cristo: “… que a minha alegria esteja em vocês” (João 15:11). “Minha alegria… em vocês…”. A vida cristã é a vida do Senhor Jesus Cristo em um homem ou uma mulher – veja Gálatas 2:20 e Colossenses 3:4. A alegria cristã é a alegria de Cristo em um cristão, e isso significa que essa alegria duradoura não é encontrada em nenhum outro lugar, exceto Nele. Existem outros tipos de alegria encontrados em outros lugares, mas Sua alegria é encontrada somente nEle.

B. É a plenitude de alegria: “… e a alegria de vocês seja completa” (João 15:11). Há uma grande diferença entre a alegria e a plenitude de alegria. O recipiente pode estar parcialmente preenchido ou completamente preenchido. O desejo de nosso Senhor por nós é que experimentemos a plenitude de alegria continuamente – observe o Salmo 16:11; João 17:13 e 1 Pedro 1:8.

C. É uma alegria permanente: “… que a minha alegria esteja em vocês” (João 15:11). Observe a palavra “esteja” nestes versos – 4, 5, 6, 7, 9, 10. “permanecer” nEle e “permanecer” em nós significa que a alegria Dele sempre estará em nós. Nossa alegria não é uma experiência intermitente, mas permanente. É uma alegria que não é afetada pelas circunstâncias – veja o que o Senhor disse a Seus discípulos em João 16:22. Esses primeiros seguidores de nosso Senhor deveriam passar por muitas provações e adversidades, mas Ele lhes disse que nada poderia privá-los de sua alegria – Sua alegria neles.

Considere as seguintes três ilustrações da natureza duradoura da alegria cristã e do fato de que a alegria de Cristo em nós não é afetada por circunstâncias externas:

a) João 15:11 – como vimos, nosso Senhor experimentou essa alegria à sombra da cruz – compare João 17:13.
b) Lucas 10:20 – certamente nosso Senhor quis dizer com isto: “Não permita que a sua alegria dependa de qualquer coisa terrena ou temporal, mas que dependa daquilo que permanece… no céu”
c) Atos 16:25 – Paulo e Silas, embora em grande dificuldade, ficaram cheios da alegria de Cristo, que lhes permitiu cantar louvores à meia-noite – compare Isaías 61:3; 2 Coríntios 8:2 e Hebreus 10:34.

É uma coisa extraordinária e maravilhosa que a verdadeira alegria cristã não somente seja afetada por circunstâncias adversas, mas na verdade é promovida por tais provações e adversidades – veja Tiago 1:2.

3. Como Podemos Ter Essa Alegria?

A. Tendo-o. Se esta alegria duradoura é a alegria de Cristo, só podemos tê-la através de tê-lo. Em Atos 8:8, lemos que: “Houve grande alegria naquela cidade”. Por que isso aconteceu? O versículo 5 nos diz! O versículo 35 nos diz! Se possuirmos a alegria Dele, devemos possuí-Lo – procure João 17:13.

B. lendo a Sua Palavra. Quando lemos a Bíblia e recebemos a verdade, sentimos grande alegria – observe 1 João 1:4. Isto é semelhante a ter um “coração ardente” como resultado da comunhão com o Senhor quando Ele fala conosco – observe Lucas 24:32.

C. Através da submissão a ele. Observe em Lucas 10:21 que nos é dito duas coisas: primeiro, que “Jesus estava cheio de alegria…”; e segundo, que Ele era completamente submisso à vontade do Pai. Sua alegria foi a alegria da completa e contínua submissão à vontade de Seu Pai Celestial. Foi Madame Guyon quem disse: “Oh, a bem-aventurança de uma tristeza aceita!”. Quando aceitamos o sofrimento de Suas mãos, tristezas e prazeres, então nossa alegria será plena de fato.

D. Através do Espírito Santo. A tradução literal de Lucas 10:21 é: “Jesus regozijou-se no Espírito Santo”, e uma tradução diz: “Naquela hora Jesus foi cheio do Espírito Santo com alegria arrebatadora” – olhe e compare Romanos 15:13.

Neste exato momento o Senhor Jesus é exaltado, o homem perfeito em um corpo humano perfeito, no céu. Seu desejo é que Sua alegria seja completa em nós. Como isso pode ser possível, uma vez que Ele está lá e nós estamos aqui? Ele está no céu e nós estamos na terra! A resposta é – pelo Espírito Santo. “O fruto do Espírito é … alegria…” – veja Gálatas 5:22 e compare com Atos 13:52 e Efésios 5:18!





Fonte: Esboço de Sermões