Conecte-se
Search

Ordens diretas

Minha segunda filha estava ansiosa para dormir na “cama grande”, no quarto da irmã. Toda noite, eu a colocava sob as cobertas, dando ordens para que ficasse na “cama grande” e para não voltar ao berço. Noite após noite, eu a encontrava no corredor e tinha que levá-la de volta ao berço. Mais tarde, soube que a sua irmã mais velha, normalmente doce, não queria dividir o quarto e, por isso, dizia à pequena que tinha me ouvido chamar por ela. Acreditando na irmã, ela saía a minha procura, e eu, então, tinha que levá-la de volta ao seu berço.

Ouvir a voz errada pode ter consequências para todos nós. Quando Deus enviou um homem a Betel para falar por Ele, deu instruções explícitas para que não comesse nem bebesse por lá, nem voltasse pelo mesmo caminho (v.9). Quando o rei Jeroboão o convidou a comer, o profeta declinou, seguindo a ordem de Deus. Quando um profeta mais velho o convidou a jantar, inicialmente o homem recusou, mas cedeu e comeu, quando o ancião o enganou dizendo que um anjo lhe dissera que não havia problema. Assim como eu queria que ela ficasse na “cama grande”, imagino que Deus também se entristeceu quando o homem não seguiu Suas instruções.

Podemos confiar completamente em Deus. Suas palavras são nosso caminho para vida; somos sábios em ouvir e obedecer.

Fonte: Pão Diario

Picture of Administrador

Administrador

Deixe sua mensagem