Conecte-se

Palankin apresenta intensa experiência visceral no novo EP “Na Terra Parte 2/3 (Ao Vivo)”

A banda Palankin lançou, nesta quinta-feira (02), seu mais recente projeto musical intitulado “Na Terra Parte 2/3 (Ao Vivo)”, disponível nas plataformas digitais pela Onimusic. O novo EP apresentado pelos músicos Ana Rock e Tiago Andrade chega ao público com três faixas, sendo as versões ao vivo das canções de sucesso “Espinho na Carne” e “Davi” e o single inédito “As Sepulturas se Abrirão”.

Todas as canções trazem sonoridades ainda mais intensas do rock, estilo musical que faz parte da identidade do grupo. O “EP Na Terra Parte 2/3 (Ao Vivo)” chega na sequência do projeto “No Jardim Parte 1/3 (Ao Vivo)”, que contou, inclusive, com participação do cantor Fernandinho na faixa “Masmorra”.

De acordo com Ana Rock, o EP “No Jardim” retrata a perspectiva do Jardim do Éden, desde a luz da criação de Deus até a queda do homem. Já o EP “Na Terra” narra a experiência do homem logo após essa mesma queda:

– É o que a gente passa aqui depois da queda, são as dores. Então, a música “As Sepulturas Se Abrirão” traz uma esperança escatológica da volta de Cristo e da recuperação de todas as coisas. E aí tem “Davi”, que mostra muito claro a vida de uma pessoa que está tentando viver aqui em adoração, mesmo sendo uma pessoa imperfeita, e tem a “Espinho na Carne”, que fala sobre os nossos pecados e dores – explica a cantora.

Sobre a escolha do repertório, a cantora destacou que a intenção da canção “Espinho na Carne” é retratar as pessoas que adoram a Deus mesmo em meio a dificuldades.

– Todo mundo tem um espinho na carne, todo mundo tem uma dor e a gente canta essa música para persistir na busca de Deus no meio disso tudo. Então, acho que é importante cantar essa música ao vivo para captar toda essa questão, essa essência de adorar a Ele mesmo com dor, não abandonar o barco e seguir – pontua a vocalista do Palankin.

Já o single “Davi” foi escolhido para o álbum por representar a história de um homem que era “endeusado” por muitos, mas que na verdade vivia uma vida de muitos erros e falhas como qualquer um de nós e ainda assim mantinha um coração quebrantado em Deus.

– Achei muito importante colocar essas duas músicas no repertório do “Na Terra” porque é exatamente isso: como persistir nessa vida peregrinando rumo à eternidade – declara Ana Rock.

Já a inédita “As Sepulturas se Abrirão” apresenta uma importante mensagem sobre a volta de Jesus Cristo e a restituição de tudo aquilo que foi perdido, baseado nos textos contidos no livro de Apocalipse.

– Foi algo mais pensado mesmo, de fazer acontecer. Não nasceu espontânea como “Espinho na Carne”. Foi uma música que eu tive que parar, pensar em um texto e estudar para escrever – narra.

Ana Rock ainda declara que o público pode esperar uma experiência visceral ao escutar as canções que fazem parte do novo EP “Na Terra Parte 2/3 (Ao Vivo)”, com sonoridades ainda mais intensas e que promete agradar aos admiradores do rock and roll.

Vale destacar também que todas as três faixas pertencentes ao álbum ganharam videoclipes que já foram gravados e serão lançados gradativamente no canal da banda no YouTube. O primeiro a ser lançado é o da canção inédita “As Sepulturas se Abrirão”. Na semana seguinte, chega ao público o clipe da canção “Davi” e, por fim, na segunda semana após o lançamento do EP, será disponibilizado o clipe de “Espinho na Carne”.

Uma curiosidade sobre as gravações dos videoclipes é que Ana Rock estava grávida de sua filha Chloe durante as filmagens e, mesmo gestante, não perdeu nem um pouco de sua energia.

– A gente está ali, pulando e entregando tudo que dá para entregar!

Sobre a terceira e última parte do EP, que se chamará “No Cèu Parte 3/3 (Ao VIvo)”, Ana Rock adiantou que o projeto trará uma sonoridade diferente do rock and roll que a banda Palankin apresentou até aqui e terá uma pegada mais voltada para adoração.

– Não sei explicar porque está adoração, mas é uma adoração muito diferente do que a gente faz. Então vou lançar o EP como Ana Rock – conta.

Para o futuro, a cantora pensa em dividir suas canções, deixando as mais intensas de rock para a banda Palankin e as músicas intimistas e de adoração para ela e seu companheiro e parceiro musical Tiago Andrade.
– Talvez a gente comunique melhor, talvez as pessoas entendam melhor o que a gente faz, o que a gente fala.

A artista ainda deu ainda mais um “spoiler” ao revelar ter algumas composições voltadas para o público infantil, que podem fazer parte de um projeto futuro.

– Eu tenho músicas já guardadas para crianças para lançar. Ainda não sei quando conseguirei fazer isso porque está tudo muito corrido, mas, quem sabe, mais para frente a gente não consegue lançar algo assim? – finaliza Ana, que é casada com Thiago Andrade e juntos são pais do Ben e da Chloe.

Rafael Ramos

Rafael Ramos

Deixe sua mensagem