Pastor de 6 mil membros comete suicídio após luta contra doença mental

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

No futuro, talvez o final da década 2010 seja descrito pelos historiadores que se dedicam à história da Igreja como um período sombrio e definitivo para uma mudança na forma como as congregações se dedicam a estabelecer cuidados de saúde mental para seus pastores. Um novo caso de suicídio de um pastor abalou a comunidade cristã nos Estados Unidos.

Jim Howard, pastor de uma megaigreja chamada Real Life Church (RLC), na Califórnia, cometeu suicídio atirando contra a própria cabeça na última quarta-feira, 23 de janeiro. Ele se tratava contra uma doença mental há muito tempo.

O pastor liderava a filial Valência da igreja, com mais de seis mil membros. A notícia de sua morte foi passada pelo pastor líder da denominação, Rusty George, através de um comunicado no Facebook. “É com o coração pesado que confirmo que sofremos uma perda trágica em nossa equipe da igreja esta semana. Na quarta-feira, 23 de janeiro de 2019, Jim Howard, um pastor amado aqui na RLC, tirou a própria vida”.

“Como todos nós que conhecemos Jim podemos atestar, ele era um homem maravilhoso com um profundo amor por Jesus e uma paixão por compartilhar a graça de Deus com qualquer um que conhecesse. Ele também foi um furacão de energia, sempre procurando novos desafios e oportunidades para ministrar aos outros”, acrescentou George no dia seguinte à morte do colega de ministério.

Em seu comunicado, George enfatizou que Jim Howard vinha lutando contra uma doença mental, mas não especificou se seria depressão, há um longo período, e que o próprio Jim Howard já havia falado sobre sua provação, e que pretendia falar de forma mais objetiva sobre essa “tragédia e a crise mais ampla de suicídio nos Estados Unidos”.

Segundo informações do portal The Christian Post, George contou que Howard enfrentou parte dessa luta sozinho, mas em outros momentos, compartilhou sua dificuldade com os colegas de ministério e fiéis: “Em alguns momentos ele bravamente discutiu [o assunto] em público – e estava lutando com algumas questões pessoais nos últimos meses. Esta semana ele tomou a trágica decisão de acabar com sua dor. Sua falta será profundamente sentida por sua família, amigos, pela família RLC e por todos aqueles que foram abençoados em conhecê-lo”, lamentou o pastor líder da denominação à qual Jim serviu por três anos.

Em seu comunicado, Rusty George encorajou os fiéis da RLC que estejam sofrendo com qualquer tipo de problema similar a procurarem a igreja para receberem ajuda. Antes do caso de suicídio do pastor Jim Howard, a igreja já havia divulgado uma campanha sobre o tema. “Suicídio é um assunto que afetou muitos de nós e queremos apoiar você.Se algum membro de nossa comunidade estiver lutando com pensamentos suicidas ou conhecer alguém que tirou sua vida, temos um lugar seguro para você receber oração e ou conversar com alguém”, dizia o anúncio.

Uma das consequências do suicídio do pastor Howard foi uma iniciativa da Fundação Jared Monroe – uma entidade sem fins lucrativos que se dedica a promover a conscientização, compreensão e o apoio ao Transtorno Bipolar – para estimular as pessoas que sofrem de qualquer distúrbio a procurarem ajuda. “Nossas sinceras condolências à família do pastor Jim Howard, amigos e família RLC. Os desafios de saúde mental afetam TODOS. Não sofra sozinho. Estenda sua a mão se você precisar conversar. Você não precisa sofrer sozinho”, estimulou a fundação em um comunicado divulgado na sexta-feira, 25 de janeiro.
Risco

O caso de Jim Howard poucos meses após o suicídio de outro pastor de uma megaigreja nos Estados Unidos – Andrew Stoecklein, da Igreja de Inland Hills (IHC) em Chino, também na Califórnia, morreu por complicações de uma tentativa de suicídio em agosto passado – causa um alerta. Nos Estados Unidos, o suicídio está entre as dez maiores causas de morte não naturais.

No Brasil, diversos casos de suicídio de pastores e lideranças evangélicas têm chocado a Igreja, despertando iniciativas de esclarecimento sobre a depressão, suas causas e efeitos, além de projetos de prevenção ao suicídio.

“Jim era apaixonado pela nossa região. Nós trabalhamos juntos na vigília pelas vítimas dos tiroteios de Santa Clarita em Las Vegas, bem como em muitos eventos na Real Life Church. Nossos pensamentos e orações vão para sua família e todos que ele tocou. Ele fará falta”, afirmou Carl Goldman, dono da emissora de rádio KHTS, em homenagem à memória do pastor.

O professor da Regent University e pastor da Igreja Red, Dr. Jayce O’Neal, disse à emissora Christian Broadcasting Network (CBN News) que os pastores não estão imunes a doenças mentais. “Os pastores são humanos e têm problemas como todos os outros. Eles lutam com inseguranças; eles lutam com seus próprios erros”.

Assine o Canal



Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem

CENTENAS DE RÁDIOS DE TODO BRASIL NO SEU CELULAR

Portal de comunicação com foco na informação e divulgação de costumes cristãos

Copyright 2021 © Gospel Planet