Conecte-se

Pastor diz que moradores de país comunista nunca ouviram falar de Jesus: “Surreal”

A experiência do pastor Jordan Standridge, responsável pelo ministério de evangelismo da Igreja Bíblica Immanuel em Springfield, Virgínia, nos Estados Unidos, reflete um pouco do que é viver em um país controlado pela ideologia comunista. Ele relatou o seu encontro com uma população que nunca havia ouvido falar do nome de Jesus Cristo.

“Quando entramos em uma aldeia em uma parte remota deste país, era óbvio que estaríamos conversando com pessoas que tiveram pouca ou nenhuma interação com alguém de fora”, escreveu ele, sem mencionar qual foi o país.

Standridge apenas esclareceu em seu testemunho que se tratou de uma “viagem missionária a um país comunista”. A idade dos moradores da primeira casa que entrou surpreendeu o evangelista.

“Quando entrei na primeira casa e sentei na cadeira para começar, fomos informados pelo pai e pela filha que eles nunca tinham falado com ninguém sobre o Evangelho antes. A filha estava na casa dos setenta e o pai tinha 99 anos”, relata o pastor.

“Enquanto conversávamos, parecia que as escamas caíam de seus olhos quando a percepção de seu próprio pecado enchia seus olhos de lágrimas. Foi como falar com o ladrão na cruz. Ele simplesmente pediu a Deus que o perdoasse de seu pecado e lhe desse um novo coração”, acrescenta.

Chamou atenção de Jordan Standridge que apesar de estarmos em pleno século XXI, repleto dos meios de comunicação, os moradores não faziam a menor ideia sobre quem é Jesus Cristo. Ele citou o exemplo de outra família, onde havia um casal de oitenta anos.

“Quando começamos a falar sobre o Evangelho, finalmente cheguei a Jesus. Quando expliquei a eles que Ele era o único mediador entre Deus e os homens, estava começando a perceber que eles não tinham nenhuma noção sobre quem era Jesus”, conta Standridge.

“Perguntamos a eles se já haviam ouvido falar de um judeu chamado Jesus antes. Eles disseram que não. Enquanto conversávamos, ficou claro que precisávamos voltar ao básico. No final da conversa, percebemos que eles nem sabiam o que era um soldado romano ou o que era uma cruz. Foi uma experiência surreal”, destaca.

Importante lição

Com base nessa experiência, o pastor conclui algumas lições importantes sobre a vida cristã. Em primeiro lugar, que a conversão pode ocorrer no último instante da sua vida.

“Não importa quantos anos você tem. Não importa quantas vezes você compartilhou o Evangelho com seu familiar. Enquanto eles respirarem em seus pulmões, ainda poderão receber um novo coração. Como o Evangelho não depende das obras de uma pessoa, mas é um milagre instantâneo de Deus sobre o coração de um pecador, sabemos que qualquer um pode ser salvo a qualquer momento”, diz o pastor.

E finalmente a conclusão mais obvia, porém, necessária de repetir, que para essas pessoas terem a oportunidade de ouvir o Evangelho, precisamos sair para pregar.

“Precisamos ir e precisamos dar. Tantos não ouviram. Quem vai dizer a eles? Devemos esquecer nosso conforto e segurança e alcançar as pessoas ao nosso redor. Isso não significa necessariamente que você precisa se mover! Existem provavelmente vizinhos perto de você que nunca ouviram o Evangelho explicado antes”, conclui o pastor, segundo o The Cripplegate.



Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem