Conecte-se

Pastor é preso acusado de matar policial militar

Pastor é preso acusado de matar policial militar

 


Foi preso nesta quinta-feira (12), o ex-bombeiro militar do Pará, Márcio Dennys. Ele foi capturado em Teresina (PI), e é acusado de matar um policial militar do Comando de Operações Especiais (COE).

De acordo com a Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, Márcio estava foragido há seis meses, e estava se passando por pastor de uma igreja evangélica no bairro Monte Castelo, na Zona Sul.

“O Márcio Dennys é indivíduo de alta periculosidade, acusado de vários crimes no estado de Pará, de fazer parte de facção e grupo de extermínio. Chegamos até ele por meio da equipe de inteligência. Ele é acusado de matar um policial militar e fugiu do presídio após saber da condenação”, informou o major Audivam Nunes.

+ Coronavírus faz cantor Leandro Borges cancelar turnê na Europa

No ano de 2011, o acusado foi preso na Ilha de Mosqueiro em Belém. Ele foi expulso da corporação e condenado há 8 anos de prisão.

“Aqui no Piauí, ele estava se passando por policial militar do bombeiro, usando identidades falsas. No momento da prisão ele tentou despistar os policiais dizendo ser pastor de uma igreja evangélica”, disse o major Audivam.

Alguns membros da igreja que o criminoso disse que era pastor, informaram que ele morava próximo ao templo, e frequentava algumas vezes, mas nunca chegou a pregar nos cultos.

+ Malafaia diz que poderá suspender culto por causa do coronavírus

“O Márcio tem quatro mandados de prisão em aberto por crimes de homicídio, sendo que dois ele foi condenado a 8 anos e outro a 10 anos de prisão”, completou o major.



Fonte: Fuxico Gospel

Deixe sua mensagem