Pastor evangélico entrega mais uma Bíblia a Haddad e acusa militantes de Bolsonaro de roubo

No início da semana o presidenciável Fernando Haddad, ganhou uma Bíblia de presente de um militante do seu partido no Ceará. No dia seguinte ela foi encontrada no lixo, rapidamente o vídeo se espalhou nas redes sociais causando a revolta de muitos cristão.

O candidato tentou explicar como a Bíblia tinha ido parar no lixo, e disse que ela havia sido roubada do seu palanque por algum apoiador de Bolsonaro. A explicação não convenceu a quase ninguém.

+ Pastora Helena Raquel se irrita com seguidora após acusação e dá resposta “atravessada”

Na última terça-feira (23), o candidato esteve reunido com algumas lideranças religiosas no Rio de Janeiro. Fernando Haddad disse que o estado laico deve ter uma relação harmoniosa com todas as crenças.

Na oportunidade o pastor Ariovaldo Ramos, da “Comunidade Cristã Reformada de São Paulo”, entregou mais uma Bíblia em nome dos “evangélicos” ao presidenciável Haddad, e acusou apoiadores de Bolsonaro de terem roubado a Bíblia que foi achada no lixo.

+ De Aline Barros a Damares; 10 cantoras gospel que “desprezam” Shirley Carvalhaes na web

Ariovaldo Ramos é militante do PT e defende muitos temas que vão de encontro as escrituras sagradas e aos princípios da família. Ao entregar a Bíblia ele disse : “Em nome dos evangélicos nos queremos dizer que trouxemos outra Bíblia para o presidente, por o adversário roubou”.

O pastor Rafael Bello se pronunciou sobre o fato e colocou nos Stories do seu Instagram uma foto com com a seguinte legenda:“Ariovaldo Ramos…Poxa… triste…LAMENTÁVEL”.

+ Cantor gospel Kleber Lucas se posiciona contra Bolsonaro e manda indireta

Assistav ao vídeo do pastor Ariovaldo entregando uma nova Bíblia a Haddad.

Pastor evangélico eleito deputado federal abandona Bolsonaro e faz campanha para Haddad

Pastor Sargento Isidório (Reprodução)

Pastor Sargento Isidório (Reprodução)

O  deputado federal eleito com a maior votação na Bahia, 323.264 votos, Sargento Isidório (Avante), seria pela lógica um apoiador de Bolsonaro por pelo menos dois motivos; É militar, e é pastor, já que grande maioria dos pastores apoiam o presidenciável, ele poderia está surfando nessa mesma onda, mas não é isso que está acontecendo.

Pastor da Assembleia de Deus e defensor dos princípios bíblicos e morais, sargento Isidório vem sendo criticado duramente por abandonar apoio a Bolsonaro e fazer campanha para o PT.

+ Pastor evangélico cai de mini-trio durante campanha política em um município da Bahia

Pelo perfil seria natural que ele integrasse duas das mais poderosas frentes parlamentares da Casa, a evangélica e a da segurança pública, também conhecida como bancada da bala. Pastor Sargento Isidório tem andado pela Bahia pedindo voto para o presidenciável Fernando Haddad (PT) e combatido o discurso belicista do opositor.

+ Maquiado, pastor Lucinho Barreto manda recado para homossexual famoso

“Haddad é professor, casado com a mesma mulher durante 30 anos, pai de família. Fiquei com o filho do diabo mentindo. Descobri o perigo que a nação corre quando alguém diz que policial que não mata não é polícia. Violência gera violência. Vamos pras urnas sabendo que o PT errou, mas quem não errou? Mas não pode generalizar”. Diz o parlamentar.

Assista ao vídeo.



Fonte: Fuxico Gospel