Pastor se dedica a salvar igrejas em colapso financeiro nos EUA

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O trabalho do pastor Paul Marzahn é um pouco diferente do que a maioria dos líderes cristãos estão acostumados. Ele tem como principal função pregar o Evangelho de Jesus Cristo através de sermões e do ensino da doutrina bíblica, de fato, mas isso não é feito sempre do jeito mais tradicional.

A razão é porque Paul identificou que várias igrejas enfrentam dificuldades financeiras, ao ponto de não conseguir custear as despesas com alugueis e/ou mesmo parcelas da compra de um imóvel, indo à falência e fechamento dos locais de culto.

Preocupado com tal situação, Paul resolveu se mobilizar para auxiliar essas igrejas mediante consultorias focadas no setor financeiro e imobiliário.

“A melhor maneira que penso sobre isso é tentar descobrir quais igrejas estão em condição de vida e pegá-las antes que morram, para que os corretores não tenham a chance de encontra-las”, disse ele, segundo informações do Christian Post.

Paul, que é pastor da Igreja Crossroads em Lakeville, em Minnesota, explica que para “reviver” uma igreja que enfrenta dificuldades financeiras, é preciso enxergar novas maneiras de arrecadação. Parcerias com outras igrejas e instituições filantrópicas são algumas das alternativas.

“Então, enquanto ainda estiver registrada como uma igreja, ela pode ser revivida se adaptando, fazendo parcerias com outras organizações sem fins lucrativos”, explica Paul. “É difícil lutar contra os corretores imobiliários… estou ajudando às igrejas a fazer algum planejamento estratégico. Assim como um casamento, quando está passando por problemas, consiga um conselheiro, certo?”.

“A mesma coisa é se sua igreja está morrendo. Obtenha alguma ajuda e você poderá criar uma estratégia ou plano para manter a igreja, ou alguma forma de manter o modelo financeiro em andamento”, disse o pastor.

Segundo a LifeWay Research, até 10.000 mil igrejas perdem seus templos anualmente nos Estados Unidos, por falta de condições de manter os custos com o espaço, algo que, para Paul, pode ser sanado com parcerias entre igrejas menores, dividindo a utilização de locais comuns, por exemplo, como salas de aulas e salões de eventos.

“Eu ainda continuo pastor, eu ainda prego. Eu entendo que meu principal papel é pregar o Evangelho de Jesus. Mas há um lado comercial para todo ministério que às vezes os pastores negligenciam”, conclui Paul. Com informações do Amigo de Cristo.



Fonte: Gospel Mais

Administrador

Administrador

Deixe sua mensagem

ouça a melhor rádio do brasil no seu celular

Portal de comunicação com foco na informação e divulgação de costumes cristãos

Copyright 2021 © Gospel Planet