Conecte-se

Pedras memoriais


Algumas manhãs, quando entro no Facebook, ele me mostra “memórias” — coisas que postei naquele dia em anos anteriores. Essas memórias, como fotos de casamento do meu irmão ou um vídeo de minha filha brincando com a minha avó, geralmente me fazem sorrir. Mas, às vezes, elas têm um efeito emocional mais profundo. Quando vejo uma nota sobre uma visita ao meu cunhado durante sua quimioterapia ou uma foto da minha mãe, com grampos no couro cabeludo após sua cirurgia no cérebro há três anos, lembro-me da presença fiel de Deus em circunstâncias difíceis. Essas memórias me compelem a orar e a agradecer.

Todos somos propensos a esquecer as coisas que Deus tem feito por nós. Precisamos de lembretes. Quando Josué conduziu o povo de Deus para o seu novo lar, eles tiveram que atravessar o rio Jordão (JOSUÉ 3:15,16). Deus separou as águas, e Seu povo andou em terra seca (v.17). Para criar um memorial deste milagre, eles tomaram doze pedras do meio do leito do rio e as empilharam do outro lado (4:3,6,7). Quando os outros lhes perguntassem sobre o significado das pedras, o povo de Deus contaria a história do que Ele havia feito naquele dia.

Os lembretes palpáveis da fidelidade de Deus no passado podem nos recordar de confiar nele no presente — e no futuro.



Fonte: Pão Diario

Administrador

Administrador

Deixe sua mensagem