Conecte-se

Policial ora por caminhoneiros durante greve nas estradas; assista

 

Em meio à crise que se instaurou no Brasil durante a greve dos caminhoneiros, um policial demonstrou seu apoio à classe trabalhadora e se reuniu com os profissionais para um momento de oração em uma rodovia de Pernambuco.

O policial militar, que não foi identificado, reuniu motoristas que protestavam com seus caminhões nas estradas para orar por eles. O vídeo viralizou nas redes sociais e provocou a comoção de milhares de pessoas.

“Queremos te agradecer, Senhor amado, por esse dia de vida. Te agradecer pela saúde, pelo emprego, pela família, por estarmos aqui nesse movimento, cada um do seu lado, mas todos com um só sentido, uma só razão: o Brasil melhor”, declarou o policial.

“Que Tu vás adiante, Senhor, de cada caminhoneiro, de cada caminhão, porque essa luta é para a Tua glória. Ajude a cada um, que eles pensem sempre em seus familiares, neles e num Brasil melhor. Que Tu possas ajudar os caminhoneiros e a Polícia Militar para que comecemos e terminemos esse dia em paz e em segurança”, orou o PM.

“Que todos nós, tanto caminhoneiros, Polícia Militar, como Pernambuco e o Brasil, sejamos vitoriosos. Repreenda esse espírito de corrupção e traga a paz para o nosso País”, acrescentou o policial, em concordância com os grevistas.

O PM aproveitou o momento de oração para interceder pelos caminhoneiros que enfrentam enfermidades, problemas no casamento e com a família. Ao final da oração, todos celebraram a Deus e cumprimentaram o policial.

Em que estágio está a greve?

O presidente da República, Michel Temer, anunciou neste domingo (27) novas medidas para tentar pôr fim à paralisação dos caminhoneiros que já dura 8 dias.

Entre as medidas anunciadas está a redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel por 60 dias, o estabelecimento de uma tabela mínima dos fretes e a isenção de pagamento de pedágio para eixos suspensos de caminhões vazios em rodovias federais, estaduais e municipais.

De acordo com o G1, três entidades de caminhoneiros afirmaram nesta segunda-feira (28) que aceitam a proposta feita pelo governo e estão comunicando os grevistas sobre o fim do movimento.

Outras entidades e lideranças, como a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) e o Sindicato Interestadual dos Caminhoneiros Autônomos, não tratam a paralisação como encerrada. Ainda há protestos pelo país.



Fonte: Guia-me

Deixe sua mensagem