Porta dos Fundos volta a ‘blasfemar contra Cristo’ em esquete ‘Ele Voltou’

Um novo esquete do grupo Porta dos Fundos com referências a Jesus e ao cristianismo despertou, novamente, indignação nos fiéis. O episódio “Ele Voltou” aborda a ressurreição do Cristo e a traição de Judas em um contexto de palavrões e sugestões de vingança.

Nesse contexto, o pastor Renato Vargens voltou a publicar um artigo em seu blog criticando a postura desrespeitosa à fé de dezenas de milhões de cristãos brasileiros: “Fui surpreendido pela notícia de que grupo de humor (humor?) lançou outro vídeo fazendo alusão a um Jesus vingativo, desbocado e cheio de ódio”, comentou o líder da Igreja Cristã da Aliança, em Niterói (RJ).

“Na descrição do vídeo, os humoristas, militantes esquerdistas, escreveram: ‘Existe um livro que diz que as pessoas não deveriam se vingar, e sim deixar isso nas mãos de Deus. Esse livro também diz que Jesus também é Deus. E que Jesus iria voltar’”, reproduziu Vargens. “Esse grupo já passou dos limites há muito tempo. Além de desrespeitar a fé alheia zombando de um país eminentemente cristão, blasfema contra Cristo de forma acintosa”, acrescentou o pastor.

“Para piorar a situação o grupo composto por esquerdistas adora falar em tolerância, contudo, são os primeiros a destilarem ódio e zombaria para com os cristãos. Senão bastasse isso, essa companhia de humor tem cometido repetidamente crime de vilipêndio a fé, previsto no Artigo 208 do código penal”, sublinhou Vargens.

Assim como o pastor Marco Feliciano (PODE-SP) em outras ocasiões, Vargens também pediu que alguma atitude seja tomada contra esses excessos: “Isto posto, diante tamanho acinte entendo que o Ministério Público deva se posicionar contra esse descalabro. Digo mais, o que esses caras fazem não é, nunca foi e jamais será liberdade de imprensa. Antes pelo contrário, isso é crime e precisa ser punido com o rigor da lei”, desabafou o pastor, expressando sua indignação.



Fonte: Gospel Mais