Conecte-se
Search

Portas Abertas relata execução de 25 cristãos pelo Boko Haram na Nigéria

A organização missionária reportou um ataque de extremistas do Boko Haram a uma comunidade cristã na cidade de Kuda, estado de Adamawa, região nordeste da Nigéria. Ao todo, 25 fiéis foram mortos.

O Boko Haram vem conduzindo uma verdadeira campanha de extermínio dos cristãos na Nigéria ao longo dos últimos anos, com pouca ou nenhuma atenção das autoridades internacionais, e interesse igualmente nulo da grande mídia. A Organização das Nações Unidas (ONU) também tem se omitido sobre o genocídio praticado pelos extremistas muçulmanos.

A Missão Portas Abertas nos Estados Unidos relatou que os radicais islâmicos chegaram à comunidade e foram de porta em porta matando pessoas na última segunda-feira, 29 de abril, e voltaram no dia seguinte para fazer um novo ataque enquanto os sobreviventes preparavam os funerais dos entes queridos.

Devido à possibilidade de novas mortes, os moradores fugiram, abandonando os preparativos para o sepultamento das vítimas. Moradores de comunidades vizinhas também fugiram da cidade por medo de sofrerem com os ataques do Boko Haram.

Líderes cristãos da região relataram à Portas Abertas que vivem em pânico: “Estamos em perigo e não temos ninguém para lutar por nós, para acabar com essa matança do nosso povo”, lamentaram.

A região está sendo controlada por militantes de Abubakar Shekau, o líder do Boko Haram. Eles se estabeleceram em bases nas florestas que circundam as cidades da região, e atuam no roubo de suprimentos, assassinato de aldeões e ataques maciços às forças de segurança do governo nigeriano.

Ao todo, ao longo dos últimos anos, o Boko Haram já matou 27 mil pessoas, além de causar o deslocamento de mais de 2 milhões de pessoas.

Em seu comunicado sobre mais esse atentado, a Missão Portas Abertas informou que seus colaboradores na Nigéria pedem que os cristãos de todo o mundo intercedam a Deus pela situação no país: “Ore pela igreja na área de Madagali. Ore para que o Espírito Santo atue na vida de todos aqueles que foram afetados por esses ataques e residentes que lidam com o medo de ataques futuros. Ore com aqueles que saíram da aldeia para encontrar maior segurança. E ore para que a segurança seja restaurada em breve”.



Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem