Presidente mundial adventista faz apelo por fiel condenado a pena de morte nos EUA

Da redação JM

O presidente mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia, Ted Wilson, escreveu uma carta de apelação ao governador do Tennessee, Bill Lee. Ele pede a suspensão da execução de Donnie Johnson. Johnson foi condenado por matar sua esposa e deve ser executado esta semana.

Enquanto esteve preso, Johnson se tornou cristão e foi batizado na Igreja Adventista do Sétimo Dia. Segue a carta de Wilson ao governador Lee.

+ Vítima do massacre de Suzano usava talento na obra de Deus, diz Igreja Adventista

Confira na íntegra:

Excelentíssimo Bill Lee

Governador do Tennessee

Prezado Governador Lee,

Escrevo-lhe a respeito de Donnie (“Don”) Edward Johnson, que tem sua execução marcada pelo estado do Tennessee para a quinta-feira, 16 de maio de 2019.

Como governador do Tennessee, o poder mais significativo e talvez a responsabilidade mais difícil que Deus lhe deu é decidir se uma pessoa deve viver ou morrer. Embora o sistema legal tenha proferido a culpa do Sr. Johnson e o sentenciado à pena de morte, eu estou apelando ao senhor para considerar a vida.

Ao longo dos muitos anos desde 1984, o Sr. Johnson experimentou uma transformação milagrosa de mente, coração e caráter que somente Deus pode realizar. Ele passou de um criminoso de coração insensível para um homem que cuida dos outros e procura compartilhar a esperança que encontrou em seu Salvador, Jesus Cristo, com aqueles que ainda não O conhecem.

No decurso da jornada espiritual do Sr. Johnson, ele se tornou membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia, uma denominação cristã protestante com mais de 21 milhões de membros e presente em mais de 200 países. Como adventistas do sétimo dia, defendemos a Bíblia como a Palavra de Deus e aceitamos a Jesus Cristo como nosso único Salvador. Ensinamos que devemos ser bons cidadãos, obedecendo às leis do país, e honrar e orar por nossos líderes governamentais. Acreditamos que somos chamados para seguir as pegadas de Cristo, satisfazendo as necessidades físicas, sociais e, o mais importante, espirituais das pessoas. Como entendemos, a transformação do Sr. Johnson incluiu o fato de ele abraçar esses valores cristãos e atualmente estar servindo aos outros na liderança espiritual, na função de ancião. Fiquei sabendo que ele trouxe outros prisioneiros para Cristo, levando-os a fazer uma entrega total a Deus, e que essa tem sido uma influência positiva na prisão e fora dela.

Em oração, pedimos que o senhor considere conceder misericórdia ao Sr. Johnson, poupando sua vida a fim de que ele possa continuar provendo esse importante ministério espiritual que apenas ele, em sua condição, pode realizar. Sua morte não teria nenhum valor redentor ou dissuasivo, e acreditamos que ele serviria melhor à comunidade levando seus companheiros prisioneiros a Deus.

Obrigado por considerar esta petição. Por favor, esteja certo de que estarei orando pelo senhor ao tomar esta decisão incrivelmente importante. Como a Bíblia diz: “Ele mostrou a você, ó homem, o que é bom e o que o Senhor exige: pratique a justiça, ame a fidelidade e ande humildemente com o seu Deus” (Miqueias 6:8, NVI).

Respeitosamente,

Ted N.C. Wilson, presidente

Igreja Adventista do Sétimo Dia

(Com Notícias Adventistas)



Fonte: JM Noticias