Conecte-se
Search

PT espalha fake news dizendo que mudei de lado, diz Malafaia

As estratégias de guerrilha eleitoral do PT estão em uso a todo vapor, e nos últimos momentos que antecedem as eleições, um vídeo do pastor Silas Malafaia com trechos de críticas a Jair Bolsonaro (PSL) vem sendo usado pelo partido para sugerir que o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) teria decidido apoiar Fernando Haddad.

“Uma denúncia grave, com provas, e tenho gente para testemunhar na Justiça a bandidagem do PT. O PT pegou um vídeo lá de trás, quando tive um entrevero com Jair Bolsonaro e espalhou agora para o mundo evangélico, no Brasil, como que se meus olhos tivessem sido ‘abertos’ agora e eu mudei de lado. Bandidagem!”, disse o pastor.

Malafaia acrescentou: “Pegam um vídeo antigo, como se eu tivesse gravado agora, para dizer que eu me arrependi de apoiar Bolsonaro. Coisa bandido inescrupuloso”.

O líder pentecostal expressou maior indignação com o envolvimento da deputada federal Benedita da Silva (PT): “O pior: estou aqui com a prova. A deputada […] que se diz evangélica, disparando fake news sobre isso, pelo seu telefone. Eu tenho a pessoa que recebeu, e foram para vários, e que testemunha na Justiça [quando for chamada]”.

“Ela usou o telefone […], é uma vergonha, para caluniar e difamar. Queria avisar o PT e a Benedita que eu não me escondo, não. Quando eu falo de vocês eu boto minha cara”, disparou.

Relembrando declarações belicosas da deputada petista, o pastor citou que recentemente ela convocou a militância do partido para a luta armada no dia 29 de maio, durante o evento “Estado de Direito ou Estado de Exceção”, usando um trecho da Bíblia Sagrada.

“Quem sabe faz a hora e faz a luta; e a minha (sic) bíblia está escrito que sem derramamento de sangue, não haverá redenção. Vou à luta, e vamos à luta, com qualquer que seja as nossas armas”, disse na ocasião. Pouco mais de três meses depois, Jair Bolsonaro foi esfaqueado durante um evento de campanha em Juiz de Fora (MG), por Adélio Bispo de Oliveira, que mantinha relações próximas com a presidente do PT, Gleisi Hoffmann.

“Benedita, deturpando a Bíblia, incentivando o derramamento de sangue”, comentou Malafaia. “Eles dizem que Bolsonaro é a favor da violência? Bolsonaro toma facada, e eles incentivam o derramamento de sangue porque são comunistas. A revolução comunista matou mais de 100 milhões de pessoas”.

Por fim, o pastor da ADVEC disse que a disputa presidencial está decidida: “Haddad vai perder a eleição. Ele representa o maior esquema de corrupção da história do Brasil, tem mais de 30 processos contra ele e está denunciado na Lava-Jato”. Assista:

Assine o Canal



Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem