Santuário revela escada que Jesus teria subido antes da crucificação

15

“Scala Sancta” como é conhecida em Roma, na Itália, ou simplesmente “Escada Santa”, é como chamam os 28 degraus guardados na parte de um antigo palácio em frente à Basílica de São João de Latrão, os quais acredita-se que Jesus utilizou para subir ao encontro de Pôncio Pilatos, em Jerusalém, antes da sua crucificação.

O Santuário Pontifício em Roma decidiu revelar na última quinta-feira a escada após um ano de restauração, restando poucos dias para a Páscoa, quando aumenta consideravelmente a peregrinação de católicos no Vaticano.

Toda ênfase na escada supostamente sagrada está na crença de que ela fazia  parte do palácio de Pôncio Pilatos e foi usada por Cristo no momento em que se dirigiu ao encontro do governador romano, a fim de ser julgado, como diz a Bíblia Sagrada.

E como a escada foi parar em Roma?

Segundo informações da ABC News, acredita-se que Santa Helena, a mãe do Imperador Constantino, responsável pelo “reconhecimento” do cristianismo como religião do Estado em sua época, levou a escada para Roma por volta do quarto século.

Desde a Idade Média, portanto, milhões de peregrinos incluíram em sua lista de símbolos venerados os 28 degraus atribuídos ao palácio de Pôncio Pilatos, algo que se mantém até os dias atuais.

“Os degraus recentemente restaurados ajudam os fiéis a se conectarem com a história sagrada”, disse o padre Francesco Guerra. A restauração consistiu basicamente no revestimento com madeira de nogueira para a proteção.

Assim que foi liberada a escada, na semana passada, dezenas de peregrinos se amontoaram, se ajoelhando e beijando os degraus na crença da sua sacralidade.



Fonte: Gospel Mais